Cristãos são vítimas de intolerância religiosa e terrorismo

Ore por todos que estão perdendo tudo por amor a Jesus

Cristãos em todo o mundo convivem com a hostilidade por amarem a Cristo
No Dia Internacional em Memória das Vítimas de Atos de Violência baseados em Religião ou Crença, lembramos de irmãos e irmãs que foram hostilizados por amor a Cristo em todo o mundo. Eles vivenciam todos os dias a declaração de Jesus em Mateus 5.11: “Bem-aventurados serão vocês quando, por minha causa os insultarem, perseguirem e levantarem todo tipo de calúnia contra vocês”. Grande parte deles vive em um dos países elencados pela Lista Mundial da Perseguição 2020.
Quando a Organização das Nações Unidas (ONU) estabeleceu a data, também enfatizou a obrigação de cada governo de manter o cumprimento dos direitos humanos das pessoas que pertencem a minorias religiosas, nisso também está incluído o direito de exercer a religião e crença livremente. 
“A violência baseada na religião ou crença não pode mais ser ignorada e o preço pago por homens, mulheres e crianças cuja dignidade humana é destruída por causa da fé, é muito alto”, disse o porta-voz da Portas Abertas. 
Nos 65 anos de Portas Abertas Internacional, conhecemos e compartilhamos as histórias de centenas de irmãos e irmãs que foram até as últimas consequências por amor a Jesus. Alguns indianos, como Kande Munda, foram linchados por uma multidão de extremistas hindus. Já no Irã, as penitenciárias insalubres estão repletas de cristãos ex-muçulmanos como Ismaeil Maghrebinejad.
Em países como a Nigéria, a perseguição é coletiva e causa tanto mortes como deslocamentos de cristãos pelo território. De acordo com dados da Portas Abertas, os ataques de pastores de cabra fulanis mataram ao menos 3.507 seguidores de Jesus, no período entre janeiro de 2016 e junho de 2020. "É hora de os Estados assumirem a responsabilidade primária de proteger os direitos individuais e garantir que a fé deles não os torne vulneráveis à violência e ataques", completa. 
Vítimas de intolerância religiosa e terrorismo
Muitos cristãos que perderam as vidas em ataques de grupos extremistas integraram o Índice de Terrorismo Global 2019. A pesquisa promovida pelo Institute for Economic & Peace contabilizou 15.952 mortes no mundo, apenas em 2018. Os cinco países mais afetados por esse tipo de violência foram Afeganistão, Iraque, Nigéria, Síria e Paquistão. Por isso, a data de 21 de agosto foi o Dia Internacional de Lembrança e Tributo às Vítimas do Terrorismo.
As vítimas de atentados não são apenas as pessoas que morreram ou foram feridas no incidente. Envolve os que perderam entes queridos, profissionais, como bombeiros, médicos e policiais, empresários que viram os negócios serem destruídos e outros que tiveram as vidas alteradas pelos incidentes.
A Portas Abertas trabalha para a restauração das vidas dos sobreviventes do terrorismo. Um dos projetos apoia mulheres nigerianas sequestradas e abusadas por integrantes do Boko Haram, como Ijanada. Veja o testemunho da cristã.
Cristãos são vítimas de intolerância religiosa e terrorismo Cristãos são vítimas de intolerância religiosa e terrorismo Reviewed by MISSÕES URGENTE on 08:51 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.