Header Ads Widget

Sucesso nos anos 2000, ex-vocalista do Luxúria relata conversão: “Fui encontrada por Deus”

Hoje, Meg Stock (nome artístico de Marjori Freitas) tem uma vida dedicada a Deus, à família e à igreja.

Meg Stock, do Luxúria, era uma das musas do rock alternativo nos anos 2000. (Foto: Reprodução/Instagram

Junto com o grupo Luxúria, a cantora Meg Stock emplacou três músicas na trilha sonora de "Malhação" e fez sucesso no rock nacional nos anos 2000. Hoje, Marjori Freitas tem uma vida dedicada a Deus, à família e à igreja.

Marjori disse em entrevista ao UOL que sua conversão aconteceu há três anos. Junto com seu marido, o ortopedista Marthos Magno, ela frequenta a Igreja Poiema em São José dos Campos, no interior de São Paulo, onde moram.  

“Me converti em 2017. Os pais do Marthos são pastores, e eu já vinha construindo minha fé há um tempo. Não foi algo do nada”, disse Stock ao Splash UOL.

“Antes de me converter, tive um sonho com Jesus. Ele estava no topo de uma árvore. Me sentei ao seu lado (...) Ele me mostrou a árvore de longe: era seca e começou a florescer”, contou a cantora sobre sua experiência com Deus.

Em um período de destaque, o Luxúria foi indicado ao prêmio Multishow de banda revelação do ano de 2006, emplacou três músicas ("Ódio", "Lama" e "Imperecível") na trilha da novela "Malhação" e abriu três shows do Evanescence no Brasil.   

A mudança na vida de Marjori se reflete também na música. Hoje, ela escreve letras sobre a mudança em sua vida depois de caminhar com Jesus. “As coisas que ficaram para trás, não preciso mais (...) Quando minha vida era escuridão, Teu gosto doce me constrangeu”, diz a letra de “Tão Doce”, nova música da cantora.

Meg faz parte do louvor da Poiema e também se tornou uma discipuladora, orientando outras pessoas na caminhada cristã. 


Marjori Freitas (no centro) ministrando louvor na Igreja Poiema. (Foto: Instagram/marjori_stock)

"Privilégio é ter sido encontrada por um Deus amoroso. Sou imensamente grata por ter ganhado irmãos tão preciosos, pela oportunidade de devolver para o verdadeiro dono o dom que a mim foi confiado, por ter em meu coração o anseio de levar o Evangelho a muitos através da música, por dar a Ele toda a glória”, ela diz nas redes sociais. “É tudo sobre você Jesus, meu grande amor!”

Em outro post, Meg diz que teve a juventude “roubada pelas drogas, por relacionamentos abusivos, depressão, compulsões, internações em clínicas de reabilitação e feridas na identidade”. Com Cristo, ela tem vivido uma “constante renovação, de glória em glória”.

“Toda a transformação que Jesus me trouxe, agora servindo aos que vivem uma história completamente diferente da minha, (...) é um verdadeiro bálsamo em meu coração, um fôlego de vida”, afirma Meg. “No Reino de Deus nada se retém, tudo reverte ao outro, todo dom serve ao próximo, como uma engrenagem perfeita, planejada pelo Pai em nosso favor.”

Postar um comentário

0 Comentários