Header Ads Widget

Bíblia estará acessível em todos os idiomas até 2033, projetam tradutores

De acordo com o IllumiNations, mais de 1 bilhão de pessoas não têm acesso à Palavra de Deus em seu idioma.

Mais de 1 bilhão de pessoas não têm acesso à Palavra de Deus em seu idioma. (Foto: Reprodução / UGCN)

Dez das principais organizações mundiais de tradução da Bíblia lançaram recentemente a campanha “Eu Quero Saber”, que visa “tornar a Palavra de Deus acessível a todas as pessoas até 2033”.

Essa aliança de tradutores da Bíblia é chamada de “IllumiNations” e inclui instituições como American Bible Society, Biblica, Deaf Bible Society, Lutheran Bible Translators, Seed Company, SIL International, United Bible Societies, The Word for the World, Pioneer Bible Translators e Wycliffe Bible Translators USA.

De acordo com o IllumiNations, mais de 1 bilhão de pessoas não têm acesso à Palavra de Deus em seu idioma, 3.800 comunidades de idiomas em todo o mundo não têm uma Bíblia completa e mais de 2.000 desses idiomas não têm um único versículo das Escrituras traduzido ainda.

O projeto espera que “95% da população mundial terá acesso a uma Bíblia completa, 99,96% terá acesso a um Novo Testamento e 100% terá acesso a pelo menos alguma porção das Escrituras em 12 anos”.

A maior campanha de tradução da Bíblia

“Imagine sua vida se você não conhecesse a verdade. Não conhecesse o amor incondicional de Jesus. Não conhecesse a palavra de Deus que altera a vida, porque ela não existia em sua língua. Essa é a dura realidade para mais de um bilhão de pessoas em todo o mundo”, diz a campanha.

E acrescenta: “Temos a missão de mudar isso, porque conhecer a Verdade muda tudo”.

Segundo seus criadores, a campanha "Quero Saber" é a maior campanha de tradução da Bíblia lançada nas mídias sociais e digitais e mostra depoimentos de 6 pessoas que ainda não têm acesso à Bíblia completa em seu próprio idioma.

Os participantes da iniciativa podem patrocinar "um versículo bíblico traduzido em um idioma que aguarda a Palavra de Deus" por U$ 35. Eles também são incentivados a postar o versículo bíblico que “querem que o mundo saiba” nas redes sociais usando a hashtag #IWTKBible.

“Os tradutores estão no lugar, a estratégia está no lugar e, com o apoio dos cristãos dos Estados Unidos e do mundo, podemos ajudar cada pessoa na terra a acessar as Escrituras no idioma que melhor entendem”, apontou Bill McKendry, da campanha diretor criativo.

'Erradicar a pobreza bíblica’

Mart Green, diretor de investimentos do ministério da empresa de varejo Hobby Lobby, reuniu-se com parceiros de recursos e agências de tradução para formar IllumiNations em 2010, com o objetivo de traduzir a Bíblia em todas as línguas para todas as pessoas, "um 'Golias' de proporções bíblicas por gerações".

“Mas agora estamos à beira de um estilingue gigante; cada pessoa pode ter pelo menos uma parte da Bíblia em sua própria língua nos próximos 12 anos”, acrescentou.

De acordo com Green, “nenhum outro projeto de tradução das Escrituras na história foi tão ambicioso ou tão bem coordenado, e nunca antes os tradutores tiveram a habilidade, por meio da tecnologia e do software, de turbinar a tradução em um ritmo tão rápido. A estratégia, as pessoas e a tecnologia existem para fazer isso acontecer”.

“Você pode imaginar não ter a Bíblia em inglês ou em sua língua nativa? Um bilhão de pessoas ainda não sabem o que a Palavra de Deus tem a dizer a eles. Podemos ajudar a cumprir a Grande Comissão e erradicar a ‘pobreza bíblica’ nesta geração”, concluiu Green.

Postar um comentário

0 Comentários