"Nova York, arrependa-se", prega homem nas ruas da cidade em meio à pandemia

Vestido de saco, Phillip Blair pregou na Times Square, um dos principais pontos turísticos de Nova York.


Phillip Blair prega na Times Square, um dos principais pontos turísticos de Nova York. (Foto: Reprodução/YouTube)
No dia 28 de março, o evangelista Phillip Blair ocupou a Times Square, um dos principais pontos turísticos e comercial da cidade de Nova York, e começou a pregar, com veemência, sobre arrependimento.

“Arrependa-se, Nova York! Jesus Cristo está voltando em breve! E ele é Rei! E ele é o Senhor dos senhores e Rei dos reis, o Alfa e Ômega, começo e o fim”, disse ele citando Apocalipse 19.16;22.13.

Integrante do Torch of Christ Ministries, Phillip viaja pelo mundo para pregar a Palavra de Deus. Ele já esteve em El Salvador, na Índia, na Nova Zelândia, Myanmar e em países da África.

Um vídeo mostra o evangelista alertando sobre alguns motivos pelos quais a cidade deveria se arrepender, incluindo o aborto, permitido na cidade até pouco antes do nascimento.

“Nova York, seus pecados encheram o cálice da ira de Deus (Apocalipse 14.9-10) e ele está muito irritado com você! Você sabia, Nova York, que seus bebês estão sendo removidos do útero e mortos com 40 semanas de gestação? Vidas inocentes tomadas em nome da conveniência”, declarou Phillip.
Incluindo-se na humanidade que precisa arrepender-se, ele disse: “Nosso egoísmo e nosso orgulho têm nos devorado”.

O homem aponta Jesus como a solução: “Se você correr para Jesus Ele não te negará. (João 6.37) Ele te tomará como se fosse dEle e vai te envolver numa roupa de justiça, ele te dará vestes de louvor contra o espírito de angústia (Isaías 61.3) e Ele pode sarar essa terra, meus amigos”.

Pandemia

Ele cita as doenças, viroses, bactérias como algumas das consequências dos erros humanos dos dias atuais. Nova York é uma das principais cidades com o surto de Covid-19, com milhares de mortos pela doença.

“Vocês não têm que viver com medo. Nós estamos com tanto medo de morrer, mas a alma é eterna, e um dia estaremos diante do Deus Todo-Poderoso, nus em nossos pecados, e vamos dar conta das palavras e das ações da nossa vida. (Mateus 12.36)”, diz.

O jovem explica que na Bíblia diz que "o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna" (Romanos 6.23)

“Você pode achar vida em Jesus Cristo. Na mão dEle está a alma de cada coisa que vive, a respiração de toda a humanidade”, explica, dizendo que o que está escrito na palavra de Deus está acontecendo. “Você ouve a voz dEle, Nova York?”, pergunta.

Nação ímpia

O homem diz para a cidade deixar Deus levantá-la. “Deixe-o soprar vida! Deixe-o trazer arrependimento, restauração e perdão. Hoje é o dia da salvação, não desvie seus ouvidos da voz do Deus Todo-Poderoso”, implora.

Citando Isaías 59.1-3, diz: “A mão do Senhor não está encolhida para que não possa salvar nem seus ouvidos surdos para não ouvir, mas suas iniquidades têm te separado de Deus e os seus pecados encobrem o rosto dEle de vocês; suas mãos se tornaram contaminadas de sangue inocente, e seus dedos cobertos de iniquidades; seus lábios dizem mentiras, e suas línguas dizem todo tipo de perversidade.”

O rapaz levanta sua voz para todo o país. “Nós somos uma nação ímpia, América, nós temos que nos arrepender”.

Ele cita o orgulho e o materialismo como um grande mal da cidade. “Nova York, agora é o momento, humilhem-se diante dEle e Ele os exaltará. Arrependa-se, Nova York, arrependa-se da sua idolatria. Arrependam-se da sua rebeldia, do seu orgulho, vaidade, amor pelo dinheiro, materialismo”.

Ele fala ainda sobre as desavenças entre as pessoas: “A mídia diz a vocês no que acreditar, o que temer, o que amar, o que odiar, nós nos voltamos um contra o outro, brancos odiando negros, negros odiando brancos, racismo sendo ensinado pela mídia e a televisão mostrando programas com cegos guiando os cegos, e a Bíblia diz: nós vamos cair num precipício. (Mateus 15.14)”,

Ouça Jesus

Como um apelo, o homem alerta: “Jesus disse: ame seu próximo como a si mesmo (Mateus 22.39). Amigos, o que adianta se ganharmos o mundo e perdermos a nossa alma na eternidade? (Marcos 8.36). O que adianta? Se ganharmos todo tipo de dinheiro, nossos bolsos estarem cheios, mas nossa alma estiver vazia?”

Ele alertou para a futilidade da fama e do dinheiro ao dizer que isso não preenche a vida das pessoas. “Celebridades se matam por uma razão. Pessoas famosas, pessoas ricas morrem nas mãos da loucura. Pois o dinheiro não pode salvar, não pode satisfazer, não pode preencher, não pode te dar vida, Jesus te dá vida! Ele disse: eu sou a ressurreição, eu sou a vida. (João 11.25)”.

Arrependimento

No final ele chama as pessoas a entregarem suas vidas a Jesus Cristo. “A Bíblia diz: se você confessar com sua boca o Senhor Jesus e crer no coração que Deus o ressuscitou dos mortos você pode ser salvo. (Romanos 10.9)”, diz.

“Salvo do quê? Salvo da eternidade no inferno, salvo de ser jogado no lago de fogo, onde o bicho nunca morre, o fogo nunca acaba, o sofrimento nunca acaba; você pode achar vida em Jesus. (Marcos 9.43-48)”, explica.

O homem cita Efésios 2.8 e diz ainda que a salvação é um dom gratuito. “Você não pode ‘ganhar’ vida com Deus, o resgate foi pago, o pagamento foi feito, e você pode receber de Deus, mas você precisa se humilhar. Você tem que deixar o orgulho, você tem que se arrepender, Nova York. O tempo é tarde, a noite é passada, escolha hoje quem você irá servir. Vai servir às corporações? Vai servir aos grandes negócios? Vai servir ao governo? Ou vai servir ao único e verdadeiro Deus?”.

Ele finaliza: “Vamos deixar os caminhos de maldade e voltar para Deus, pois é tudo o que te resta”.
Assista:

"Nova York, arrependa-se", prega homem nas ruas da cidade em meio à pandemia "Nova York, arrependa-se", prega homem nas ruas da cidade em meio à pandemia Reviewed by MISSÕES URGENTE on 15:16 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.