Cristãos perseguidos são ignorados durante pandemia

Turcomenistão não ajuda cristãos que estão vulneráveis neste momento.

População do Turcomenistão (Portas Abertas)
Enquanto o mundo está preocupado com as medidas para conter a Covid-19, o governo do Turcomenistão decidiu ignorar a presença da doença no país.

A população não está em quarentena, não pode usar máscaras médicas e está proibida de falar sobre a pandemia. Não há informações oficiais sobre pessoas infectadas pelo coronavírus. Porém, há notícias que mesmo a negação das autoridades, não foi capaz de conter a rápida propagação da doença.

Sem uma liderança que responda as questões dos cidadãos, muitos rumores causam medo e tumultos em supermercados. Produtos como carne, açúcar, óleo e outros produtos estão escassos.

Por isso, as filas de consumidores para estocar alimentos começam cedo e duram o dia todo. Para as pessoas que foram afetadas pelo furacão na região de Turkmenabat, o problema está mais grave já que muitas casas foram destruídas, e outras estão sem o fornecimento de eletricidade, água e gás natural por vários dias.

Os cristãos do país vivem em vulnerabilidade social, já que as comunidades muçulmanas recusam a prestar ajuda aos necessitados. Mas os seguidores de Jesus que vivem na capital Asgabate tenta apoiar os cristãos ex-muçulmanos de locais mais afetados, eles enviaram pacotes de alimentos, mas ainda estão impossibilitados de visitar os irmãos, já que as estradas para o interior do país estão fechadas.

Cristãos isolados por causa da COVID-19 precisam de ajuda

Não apenas no Turcomenistão, os cristãos perseguidos estão em momento de maior vulnerabilidade durante a pandemia nos mais de 70 países em que a Portas Abertas atua.

Em alguns países da Ásia, vários cristãos perseguidos perderam a fonte de renda por causa do isolamento social e estão enfrentando diversas necessidades, como a falta de alimentos. Pastores que não recebem renda, trabalhadores autônomos que não têm sido contratados, professores cujas escolas foram fechadas. Esses são alguns exemplos de diversas situações que eles têm enfrentado.

Para ajudar esses cristãos que já enfrentam a perseguição e, agora, se veem diante de uma pandemia, a Portas Abertas criou a Campanha Emergencial Covid-19 que, além de apoio espiritual, leva alimento e ajuda socioeconômica para cristãos isolados por causa da crise na saúde.   Faça a diferença na vida dos cristãos perseguidos.
Cristãos perseguidos são ignorados durante pandemia Cristãos perseguidos são ignorados durante pandemia Reviewed by MISSÕES URGENTE on 19:05 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.