Após 20 anos, perseguidor ouve sobre Jesus no Uzbequistão

O muçulmano também ameaçou e agrediu o próprio filho, que deixou o islã para seguir a Cristo

Após perseguir o irmão por 20 anos, muçulmano fica doente e abre o coração para ouvir sobre o evangelho (foto representativa)
Desde 1991, na data de hoje é comemorado o Dia da Independência do Uzbequistão. O país é o 18º na Lista Mundial da Perseguição 2020, um dos mais perigosos da Ásia Central para os cristãos, que são vistos como ameaças pelo governo e pela família e comunidades islâmicas. Para o povo uzbeque, a identidade nacional está completamente ligada à religião muçulmana. Por isso, quando uma pessoa decide seguir a Cristo, ela é considerada uma traidora, enfrentando rejeição e ataques. Aziz* experimentou a oposição de familiares desde que encontrou Jesus, principalmente do irmão mais velho.
Quando visitava os pais e outros familiares, o cristão ex-muçulmano tentava encontrar o irmão mais velho, que morava na mesma vila. Mas o desejo  era impossível de realizar, já que o irmão ficava constantemente zangado com Aziz e sempre dizia: “Vá embora, o que você está fazendo aqui? Não quero ter nada a ver com você!”. O distanciamento entre eles durou 20 anos.
Mas, há quatro anos, o sobrinho de Aziz (filho do irmão mais velho) passou a seguir a Jesus também e por ter medo da reação do pai, procurou o tio, juntamente com esposa e filhos. Quando o irmão mais velho soube do acontecido, ligou ameaçando os seguidores de Cristo: “Se meu filho estiver em sua casa, vou colocar fogo aí, com tudo e todos dentro dela!”.
O sobrinho de Aziz e a família dele fugiram, mas o pai dele um dia o pegou e o agrediu gravemente. “Ele foi levado para o hospital. Teve que ser operado no rosto e o nariz foi quebrado”, explica o cristão. Apesar da oposição do irmão dele, Aziz incentivava o sobrinho a procurar o pai e se reconciliar com ele. Então, há um ano as coisas começaram a mudar.
O trabalho de Deus ao longo do tempo
O irmão mais velho pediu que entregassem uma sacola com quatro pães, passas e um chapéu a Aziz. Na cultura uzbeque, presentear com um pão significa estar ligado àquela pessoa. Então, o muçulmano ficou doente e não podia se levantar da cama. “Visitei-o e perguntei se poderia orar por ele. E, pela primeira vez, pude falar sobre o evangelho. Antes, quando começava a falar sobre isso, ele saía de casa, porque não queria ouvir nada a respeito. Agora, ele não pode ir a lugar nenhum por causa da doença”, testemunha Aziz.
O cristão acredita que Deus tem quebrantando o irmão dele. “O coração do meu irmão mais velho está ficando cada vez mais aberto. E ele está em contato novamente com o filho dele e comigo", conclui. Aziz pede oração dos irmãos ao redor do mundo para que os demais parentes se entreguem a Jesus.
*Nome alterado por segurança.
Pedidos de oração
  • No Dia da Independência do Uzbequistão, interceda pelos cristãos que enfrentam todos os tipos de perseguição por causa do amor a Jesus.
  • Clame para que o Senhor continue a trabalhar no coração do irmão de Aziz, para que ele se entregue a Cristo e seja mudado por ele.
  • Ore por aqueles que estão seguindo a Jesus em segredo, para que Deus os mantenha seguros e os ajude a se conectarem com outros cristãos.
Após 20 anos, perseguidor ouve sobre Jesus no Uzbequistão Após 20 anos, perseguidor ouve sobre Jesus no Uzbequistão Reviewed by MISSÕES URGENTE on 13:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.