Cristã que foi banida por compartilhar a fé em parque pode voltar a frequentar

 

A Biblioteca Westerly e o Parque Wilcox de Westerly, Rhode Island, que é supervisionado pela Associação memorial e biblioteca. | Facebook/Westerly Library & Wilcox Park

Uma mulher cega que foi banida de um parque de Rhode Island depois de compartilhar sua fé cristã com outros poderá voltar ao parque, após litígios.

No ano passado, Gail Blair foi impedida de entrar na Biblioteca Westerly e no Wilcox Park pela Rhode Island Memorial and Library Association, que controla a propriedade pública.

O First Liberty Institute, que ajudou a representar Blair, anunciou na quinta-feira que eles tinham chegado a um acordo com a associação para permitir que Blair retornasse e compartilhasse suas crenças.

"Elogiamos a Associação memorial e biblioteca de Rhode Island por resolver o caso e reconhecer a liberdade religiosa de nosso cliente", disse Jeremy Dys, da First Liberty, em um comunicado.

"Nossa cliente está emocionada por poder mais uma vez entrar no parque do outro lado da rua de sua casa e conversar com outros visitantes."

Boletins gratuitos do CP

Junte-se a mais de 250.000 outros para obter as principais histórias com curadoria diária, além de ofertas especiais!

BOLETINS GRATUITOS DO CP

Junte-se a mais de 250.000 outros para obter as principais histórias com curadoria diária, além de ofertas especiais!

Uma ex-enfermeira cega desde 1991 devido a um distúrbio, Blair, de 63 anos, era conhecida por compartilhar sua fé e distribuir cópias do Evangelho de João para os visitantes do parque.

No verão passado, funcionários da associação da biblioteca proibiram Blair de vir ao parque, alegando que ela estava invadindo e assediando visitantes do parque quando se envolveu em evangelismo.

Em junho deste ano, Blair apresentou uma queixa contra a associação perante a Comissão de Direitos Humanos de Rhode Island, acusando-os de discriminação.

"Eu não sigo as pessoas e assoboá-las. Não discuto com aqueles que desejam terminar qualquer conversa que eu possa iniciar. Eu não carrego uma lata buscando doações para mim ou para minha igreja", disse Blair, conforme registrado na denúncia.

"De tempos em tempos eu tento começar uma conversa com os transeuntes, e se eles estão dispostos, eu ofereço-lhes uma cópia do Evangelho de João e explico minhas crenças. Tive muitas interações positivas com homens e mulheres que conheci dessa forma."

Por sua vez, a associação negou qualquer irregularidade no assunto, postando uma declaração no Facebook na época em que rotulava as alegações de Blair de "uned" e "infundadas".

"Negamos veementemente qualquer alegação de discriminação ou irregularidade. Não nos envolvemos nem toleramos nenhuma forma de discriminação", afirmaram em junho.

"Todos os procedimentos e políticas adequados são seguidos em relação a todo e qualquer incidente que ocorra em nossa propriedade ... Continuamos comprometidos em servir a todos os clientes e comunidades do entorno com maior honra e dignidade."

Cristã que foi banida por compartilhar a fé em parque pode voltar a frequentar Cristã que foi banida por compartilhar a fé em parque pode voltar a frequentar Reviewed by MISSÕES URGENTE on 18:29 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.