Local de purificação da época de Jesus é descoberto em Israel

 Estrutura usada no micvê, ritual de banhos de purificação, revela mais sobre o estilo de vida dos judeus do período.

Fotografia da fazenda onde ocorreu o achado, com o micvê visível no canto inferior direito. (Foto: Divulgação/ Abd Ibrahim/ Autoridade de Antiguidades de Israel)

Uma escavação na vila de Kfar Manda, em Israel, que contou com estudantes do exército e voluntários locais, revelou uma estrutura usada de pelos judeus no micvê, ritual de banhos de purificação, da época em que a Palestina estava sob domínio do Império Romano, cerca de 2000 anos atrás.

Os arqueólogos ainda explicaram que o achado foi valioso por ser o primeiro indício da existência de fazendas judias na Galileia, contrariando o consenso anterior de que os judeus do período do Segundo Templo viviam apenas dentro de aldeias e cidades.

Cerca de 1.700 anos se passaram desde que a fazenda foi destruída por um terremoto, e cerca de 1.400 anos desde que o local foi completamente abandonado.

“A existência de uma micvê, uma instalação de purificação, indica inequivocamente que os residentes da antiga fazenda eram judeus, que lideravam um religioso e tradicional modo de vida, e manteve a pureza como um mandamento da Torá”, escreveram os líderes da escavação, Abd Elghani Ibrahim e o Dr. Walid Atrash, segundo apurado pelo The Jerusalem Post.

Os banhos têm sido usados ​​na vida diária pelos judeus desde o período do Segundo Templo e até hoje”, afirmaram.

Época de Jesus

Os arqueólogos conseguiram datar o micvê do período do Segundo Templo graças ao gesso cinza que revestia a piscina e à largura da escada que conduzia a ela. Como era muito comum na região, acredita-se que a área naquela época era cultivada com oliveiras ou vinhas que produziam o azeite ou vinho de alta qualidade usado no Templo.

Por isso, o banho ritual poderia ter sido utilizado pelos fazendeiros, que precisavam imergir constantemente para não tornar a produção impura.

Casos semelhantes são discutidos no Mishna, o texto fundamental do judaísmo rabínico, que seria compilado na cidade vizinha de Tzipori cerca de 200 anos depois.

“Da colina, podemos ver Tzipori, bem como Nazaré, que também fica a cerca de 20 minutos de distância”, disse Harrel de Hannaton. “Costumo guiar turistas cristãos e este micvê data da época de Jesus. Poderíamos dizer a eles que talvez ele tenha visitado este campo e conversado com os trabalhadores que usaram este micvê?”

Outros banhos rituais do período do Segundo Templo foram encontrados em Israel nos últimos anos. Em 2015, durante escavações arqueológicas em uma caverna subterrânea no local de uma escola maternal planejada em Jerusalém, os pesquisadores encontraram um banho ritual e uma ante-sala, adornada com inscrições e pinturas nas paredes.
No início daquele ano, uma família no bairro de Ein Kerem, em Jerusalém, descobriu um antigo banho ritual enquanto reformava sua casa.

Remoção

A antiga instalação foi revelada durante uma escavação feita pela Autoridade de Antiguidades em preparação para os trabalhos de construção de uma nova interseção de rodovia perto do kibutz e estava programada para destruição.

Os residentes do kibutz lançaram uma campanha de financiamento coletivo para o projeto no início deste ano, com o objetivo de salvar o micvê antigo e colocá-lo ao lado do micvê moderno e funcional no kibutz religiosamente pluralista.

Com o apoio da IAA, do Ministério de Jerusalém e Patrimônio, Netivei Israel, do Conselho Regional do Vale de Jezreel e dos residentes do kibutz, a campanha recebeu o financiamento necessário para mover o antigo micvê.

Anat Harrel, uma guia turístico e membro do comitê do mikveh do kibutz Hannaton, ficou extasiado com o resultado da campanha de crowdfunding e com o fato de o mikveh ter encontrado um novo lar no kibutz.

“Estamos exultantes”, disse ela. “Fica a apenas 20 metros do nosso micvê atual. Nosso lema é "Renovando o antigo e santificando o novo". Sentimos que realmente fizemos isso, pegamos algo muito antigo e estamos renovando ... Pretendemos reformar e torná-lo utilizável. ”

Ela disse que o IAA e os especialistas ajudariam a trazer o antigo micvê de volta à vida.

A banheira judaica, de 57 toneladas, tinha função ritualística e precisava também ser removida do local onde foi revelada, por conta da construção de uma rodovia que passaria pelo local. A remoção foi feita com sucesso.

Local de purificação da época de Jesus é descoberto em Israel Local de purificação da época de Jesus é descoberto em Israel Reviewed by MISSÕES URGENTE on 18:18 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.