Ministério Público aceita denúncia de “homofobia” contra Ana Paula Valadão - MISSÕES URGENTE
Seguir no Facebook Seguir no Twitter Seguir no Instagram

BRASIL MUNDO ISRAEL VERSÍCULOS PEDIDO DE ORAÇÃO VÍDEOS MÚSICA PREGAÇÕES CINEMA E TV COLUNA

quarta-feira, 2 de dezembro de 2020

Ministério Público aceita denúncia de “homofobia” contra Ana Paula Valadão

Cantora compartilhou visão bíblica sobre homossexualidade ser pecado.

Ana Paula Valadão (Foto: Reprodução/YouTube)

 O Ministério Público Federal aceitou denúncia por “homofobia” contra a cantora Ana Paula Valadão, devido ao fato de ela ter manifestado seu posicionamento bíblico sobre a prática homossexual durante o Congresso Diante do Trono em 2016, que veio a público este ano.

Na ocasião, a cantora lembrou que a Bíblia condena a prática como pecado e que o pecado tem suas consequências, citando em seguida a Aids como uma doença gay. Toda a fala foi feita em um ambiente de culto, mas ainda assim o MPF aceitou a denúncia.

“A Bíblia chama de qualquer opção contrária ao que Deus determinou, de pecado. E o pecado tem uma consequência que é a morte. Taí a aids para mostrar que a união sexual entre dois homens causa uma enfermidade que leva à morte e contamina as mulheres, enfim… Não é o ideal de Deus”, disse.

O ativista LGBT+ Agripino Magalhães pediu que o MP de Belo Horizonte abrisse um inquérito para apurar o suposto crime nas declarações da cantora. A ação foi aceita no dia 17 de novembro pelo procurador Helder Magno da Silva, que determinou abertura de inquérito.

“Remonta à década de 1980 a narrativa da AIDS como ‘doença/câncer/peste gay’ ou mesmo ‘castigo de Deus’, que se baseava na desinformação sobre o vírus e desconhecimento sobre a doença; tal concepção, inclusive, foi há muito superada pelo conhecimento médico-científico”, disse.

O inquérito vai “apurar eventual prática de conduta discriminatória caracterizadora de discurso de ódio sexual e contra pessoas portadoras do HIV”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário