Header Ads Widget

Pastor Davi Góes foi intimado pelo MP do Ceará a depor por dizer que a Coronavac causa câncer e HIV

 

Reprodução/Instagram

Após afirmar que a Coronavac, vacina contra Covid-19 produzida pelo Instituto Butantã, causa câncer e transmite HIV, o pastor Davi Góes, de Fortaleza, foi intimado a depor pelo Ministério Público do Ceará (MPCE). Agora, ele tem 15 dias para apresentar capacitações técnicas, médicas ou científicas que o credenciem para falar sobre o tema.

Em nota oficial, o MPCE solicita que o autuado na esfera criminal e cível por divulgar notícia inverídica nas redes sociais relacionadas a vacina contra a Covid-19. Além disso, também foi pedido o vídeo completo do ato religiosa que o pastor faz as acusações. Segundo as autoridades, o ato teria durado mais de uma hora e ele pode ter divulgado outras informações falsas. 

Postar um comentário

0 Comentários