Header Ads Widget

5 motivos para orar neste Dia Mundial da Paz

 No primeiro dia de 2021, interceda para que a paz de Deus alcance os cristãos perseguidos

Clame pela paz para os cristãos perseguidos em todo o mundo

No dia primeiro de janeiro é celebrado o Dia Mundial da Paz, criado em 1967. Nessa data, igrejas de todo o mundo voltam os corações e intercedem por paz aos povos que vivem em conflito. Para celebrar o momento, são realizados discursos, concertos e atividades que contribuem para a promoção e reflexão da paz global.

Hoje celebra-se não somente a busca pela paz relacionada à ausência de conflitos, mas também a paz que muda a realidade de muitas pessoas que enfrentam as desigualdades, a violência, a fome e a miséria. Desse modo, a paz, em alguns sentidos, pode representar uma transformação integral das pessoas.

A luta pela paz no mundo atual ainda é muito árdua e difícil, sobretudo para os cristãos perseguidos. Além dos vários conflitos étnicos, territoriais e de outras ordens pelo mundo, há também a ampla necessidade de se combater a miséria, as epidemias e a fome. Confira 5 motivos para orar conosco neste Dia Mundial da Paz.

  1. Ore pelos cristãos na Nigéria, que têm enfrentado diversos ataques violentos e sequestros. Peça que a paz de Deus seja estabelecida no país e que os seguidores de Jesus possam propagar o evangelho sem medo.
  2. Interceda pelos seguidores de Cristo na Índia que são constantemente atacados e perdem os lares por não negarem a Cristo. Peça que o Senhor inunde os corações de paz e supra todas as necessidades deles.
  3. Clame pelos governantes da Coreia do Norte, para que o amor de Jesus seja derramado nos corações e eles conheçam a palavra, cessando a dura perseguição aos cristãos e trazendo paz ao país.
  4. Peça a Deus pelas crianças cristãs que são perseguidas em muitos países como a Colômbia, para que sejam fortalecidas na fé e tenham paz nos corações para continuar a compartilhar a palavra de Deus.
  5. Interceda pelos cristãos perseguidos que têm sido fortemente afetados pela pandemia da COVID-19 e se encontram em estado de maior vulnerabilidade, para que eles não desanimem e tenham as necessidades supridas.

Postar um comentário

0 Comentários