Header Ads Widget

A cura e perseguição de uma cristã na Índia

Após ser curada e aceitar Jesus, a cristã passou a enfrentar perseguição

Após a cura, Ruby se manteve firme na fé, mesmo diante da perseguição na Índia


 Durante muitos anos, Ruby* lutou contra dores abdominais que pareciam não ter cura. Ela visitou inúmeros hospitais na Índia, foi a muitos centros e feiticeiros da aldeia local, mas não encontrou cura em nenhum lugar. Então, a indiana foi apresentada a uma igreja, onde cristãos oraram por ela. Ela se sentiu à vontade e passou a frequentar as reuniões de oração. Ruby gradualmente foi curada das dores que a acompanhavam há anos.

Esse encontro fez Ruby aceitar Jesus e frequentar a igreja. Como os vizinhos da cristã perceberam a conversão da mulher, passaram a ameaçar tanto Ruby quanto a família dela. Apesar de serem pressionados a abandonar a nova fé, eles continuaram frequentando a igreja.

Então, os moradores da aldeia ficaram furiosos e convocaram uma reunião para que o marido de Ruby, Kishore*, impedisse a esposa de frequentar os cultos. Devido à pressão constante que Kishore sofreu dos moradores, ele começou a agredir a esposa para que abandonasse a fé cristã. Mas, após ter experimentado uma cura milagrosa, Ruby manteve-se forte. 

Os aldeões não viram mudanças nas atitudes de Ruby, que continuava a frequentar a igreja. Então, a cristã e a família foram excluídas da aldeia, tendo os laços com os vizinhos e serviços públicos cortados. Tudo isso deixou Kishore furioso, resultando em mais agressões à Ruby. Mas a cristã continuava orando para que o marido encontrasse Jesus. E, após dois anos da conversão da indiana, Kishore também recebeu a Cristo e passou a orar e frequentar a igreja.

Nesse tempo, os cristãos da aldeia vizinha e os parceiros da Portas Abertas ajudaram a família com alimentos e trabalho. Tendo que enfrentar perseguição de todas as formas possíveis Kishore e a família continuaram a ser fortes em Cristo e estão de pé como um testemunho para os outros. “Em situação desesperada clamei o nome do Senhor e ele respondeu aos meus gritos de luta através de todos vocês e, de fato, nos abençoou. Agradeço a Deus pela vida de cada um”, agradece Ruby.

*Nomes alterados por segurança.

Postar um comentário

0 Comentários