Header Ads Widget

Crescimento da igreja dispara na Índia, apesar da perseguição e da Covid-19

 Os líderes cristãos indianos desejam estabelecer suas igrejas na sã doutrina, mas não têm acesso a traduções da Bíblia em seus idiomas.

Culto em igreja indiana. (Foto: Reprodução / Christian Aid Mission)

Pelo segundo ano consecutivo, a Portas Abertas classifica a Índia em 10º lugar na lista de países onde é mais desafiador ser cristão. “Mas mesmo [em meio a] essa perseguição, Deus cresce e fortalece sua Igreja”, disse David Reeves, presidente e CEO da unfoldingWord.

O ministério que provê recursos às igrejas está celebrando essa boa e inesperada notícia recebidas dos parceiros de plantação de igrejas na Índia. “Durante 2020 - o ano COVID - eles plantaram mais igrejas do que todos os 25 anos de seu trabalho ministerial lá”, diz Reeves.

“Há centenas de milhares de pessoas que vêm a Cristo, e igrejas nos lares estão surgindo em todos os lugares por causa disso.”

Conforme descrito aqui, o unfoldingWord apoia os crentes nacionais para que eles possam traduzir a Palavra de Deus em seu idioma. “Eles estão cansados ​​de esperar [por uma tradução]; eles estão tentando fazer isso sozinhos e nós fornecemos ferramentas [e] recursos para ajudá-los”, explica Reeves.

Na Índia, os líderes da Igreja desejam estabelecer suas igrejas na sã doutrina, mas não têm acesso a traduções da Bíblia em seus idiomas. Ao equipar esses líderes com recursos e treinamento bíblicos, o unfoldingWord os capacita a traduzir a Bíblia com excelência e eficiência em todos os idiomas que precisarem.

Bênçãos pandêmicas

As restrições da Covid-19 na Índia colocam muitos crentes em uma posição difícil. No entanto, foi um ano de oportunidades para o desdobramento da rede de parceiros de plantação de igrejas do unfoldingWord.

Um parceiro compartilhou o seguinte relatório com Reeves:

Por não poderem se encontrar com outras pessoas durante o bloqueio, eles decidiram simplesmente começar a orar especificamente por pessoas não salvas que conheciam. Então, eles decidiram acompanhar essas orações por telefone e WhatsApp. Eles estimam cerca de 100.000 conversões durante o bloqueio como resultado dessa abordagem. Da mesma forma, com a implantação de igrejas, eles encorajaram cada igreja a [orar por] dez vilas ou bairros específicos [sem] nenhuma igreja. Então, conforme as restrições diminuíram um pouco, eles conseguiram entrar nessas regiões. Eles estimam que as igrejas adotaram cerca de 50.000 aldeias durante o bloqueio, e 25% agora têm uma “abertura” para o Evangelho - alguns crentes, uma pequena igreja doméstica, etc.

“Isso é muito mais do que poderíamos ter feito antes do Covid”, resume.

Risco versus recompensa

Este trabalho é fundamental, mas não é fácil. Reeves diz que vários de seus amigos na Índia foram mortos por seus esforços de construção do Reino de Deus. Outros foram “jogados na prisão [ou] perseguidos de várias maneiras”, acrescenta ele.

Existem muitos riscos envolvidos, mas isso não impedirá a Igreja de seguir em frente.

“Este contexto se parece muito com a Igreja do primeiro século. Essas pessoas continuam avançando, assim como a Igreja primitiva [continuou] em meio à perseguição”, diz Reeves. “Temos várias oportunidades fenomenais acontecendo na Índia”.

Postar um comentário

0 Comentários