Header Ads Widget

Escola nas colinas da Judeia treina sacerdotes para o Terceiro Templo

 Segundo Yoni Tzadok, diretor da escola, o local é aberto “para qualquer pessoa”, não só para judeus.

Yoni Tzadok dirige uma escola que prepara sacerdotes para o Terceiro Templo. (Foto: YouTube/Israel365News)

Uma escola nas montanhas da Judéia, na qual Jerusalém e muitas outras cidades bíblicas estão localizadas, está preparando sacerdotes e levitas para atuarem no Terceiro Templo, quando o projeto for finalmente construído.

A escola é dirigida pelo israelense Yoni Tzadok, que tem focado no treinamento dos Cohen, sacerdotes da descendência de Arão, e Levitas, judeus pertencentes à tribo de Levi — ambos os grupos participarão dos rituais no Templo.

Apesar do foco no preparo sacerdotal, Tzadok disse ao site Israel365 News que a escola é “aberta para qualquer pessoa”, não apenas para judeus. “Este é o próximo estágio do mundo, então todos devem se preparar”, disse Tzadok.

Na entrada de sua escola, que Tzadok chama de Beit HaLevi (Casa dos Levitas), há uma exposição de pedras que, de acordo com sua pesquisa, são adequadas para uso na construção do altar. Ele também ensina sobre os materiais usados nos instrumentos musicais do Templo. 

“Nada pode vir do ferro”, explicou Tzadok, citando a Mishná, um livro do judaísmo rabínico. “Alguns [instrumentos] são feitos de ossos de animais casher e estamos ensinando como tocá-los”.

Idioma sagrado

Ele também afirma que um requisito para entrar no Templo será falar a “língua sagrada”, uma mistura de hebraico e aramaico que acredita-se ter sido o idioma falado antes do acontecimento na Torre de Babel.

“Todos os que servem no Templo devem saber cantar e falar em Lashon Hakodesh”, explicou Tzadok. “No mundo do Templo, não haverá inglês nem outras línguas. Por causa dos pecados do homem na geração da Torre de Babel, todos os homens foram dispersos e suas línguas confusas. O Terceiro Templo vai nos consertar, nos levando para trás e para frente ao mesmo tempo”.

A afirmação de Tzadok é baseada em Lamentações 5:21, que diz: “Restaura-nos para ti, Senhor, para que voltemos; renova os nossos dias como os de antigamente”.

Tzadok entende que o hebraico moderno como é usado em Israel hoje não é o Lashon Hakodesh, apesar da semelhança. Ele acredita que a comunicação no Terceiro Templo irá retornar à condição pré-Babel.

Ele acredita também que essa transição irá acontecer “após a chegada do Messias”, no qual os judeus ainda aguardam, embora Jesus já tenha se revelado Cristo. Para isso, ele menciona a profecia de Sofonias 3:9, que diz: "Então purificarei os lábios dos povos, para que todos eles invoquem o nome do Senhor e o sirvam de comum acordo”.

Postar um comentário

0 Comentários