Header Ads Widget

Mulher deixa lesbianismo após ouvir a voz de Deus: “Ele me encheu de alegria”

Anne Paulk sofreu abusos ainda quando era criança, mas sentir a voz do Espírito Santo em seu coração mudou tudo.


Anne Paulk compartilhou seu testemunho com a CBN News. (Imagem: CBN.com)


 Quando Anne Paulk tinha apenas três anos de idade, foi exposta à pornografia e molestada. Tempos depois, ela começou a se vestir como um garoto.

“Eu não estava mais interessada em bonecas”, diz ela em um vídeo gravado para o site cristão CBN News. “Para mim, tudo tinha a ver com rejeitar o feminino, porque não era seguro”.

Anne foi criada em um lar cristão, mas as sementes do lesbianismo foram plantadas ali mesmo.

“Eu me sentia responsável pelo que uma pessoa mais velha fez comigo”, diz ela. “Eu me sentia desconfortável em meu próprio corpo. Eu me senti inseguro”.

Quando ela tinha seis anos, uma garotinha a surpreendeu com um beijo na boca.

“O que percebi naquele momento é que senti que tinha poder, em vez de ser impotente em outras circunstâncias”, diz ela. “E isso acendeu um desejo lésbico mais tarde na minha vida. Esse foi realmente o ponto de partida dessa mudança de sentimentos”.

Até chegar à faculdade, ela praticamente suprimiu a inclinação para o lesbianismo. Mas quando ela entrou para a universidade, um ambiente libertino e o abuso de drogas e álcool criaram um “cenário perfeito” para instigar suas curiosidades e deixar toda sua confusão psicológica ainda mais nublada.

“Eu me vi rapidamente me envolvendo com álcool e drogas no campus. Eles estavam por toda parte. E isso também me deu espaço para explorar meus desejos sexuais”, contou ela.

Ela procurou aconselhamento, mas seu conselheiro disse-lhe que “a Bíblia e a homossexualidade vão bem juntas”.

No entanto, “eu simplesmente senti que havia algo estranho nisso”, ela admite.

Apesar de ter sido criada em um lar cristão, Anne só tinha ouvido falar de Deus, mas nunca havia tido uma experiência pessoal com Ele.

Ela começou a frequentar grupos de apoio LGBT e esperava encontrar uma parceira para se casar e viver feliz para sempre.

A Voz

Mas Espírito Santo tinha outros planos para ela. Um dia, bem no meio da reunião de apoio LGBT, ele falou ao coração dela.

“O amor que você está procurando, você não vai encontrar aqui”, disse a voz a Anne.

“Parecia que um raio de luz do céu me atingiu bem no meio daquele encontro”, contou ela.

Ela saiu da reunião e foi para casa orar, ainda mexida com tudo o que estava acontecendo.

“Se você é o Deus cristão, o que espero que não seja, aqui estão as coisas que preciso ver acontecer”, disse Anne em sua oração e então enumerou uma lista de sinais que queria ver para que Deus se provasse a ela.

“Ele respondeu a todos”, contou ela, maravilhada.

Então, ela mudou suas amizades e começou a sair com outros cristãos.

“Esses eram cristãos que realmente O conheciam, e isso levou a conversas nas quais Ele se tornou realmente evidente”, explicou ela.

Certa vez, em um estudo bíblico, ela estava tentando orar como todo mundo.

“Eu estava fingindo, você sabe, isso é o que você faz. Você junta as mãos, abaixa a cabeça”, lembrou Anne.

Mas o fingimento foi interrompido.

“Havia uma pessoa naquela sala, uma pessoa cheia de graça e bondade, e cheia de autoridade”, relatou. “Ele acabou de se revelar a mim que estava na sala entrando e saindo entre as orações dos santos”.

“Mas ao meu redor havia uma grande lacuna. Houve um buraco. Estava vazio. E eu soube naquela noite”, acrescentou.

Visto que Anne sentiu o Espírito Santo e que o Espírito Santo não estava nela, ela pediu aos líderes do estudo da Bíblia que a guiassem em uma oração para entregar sua vida a Jesus.

Ela se rendeu a Jesus como seu Senhor e Salvador e sentiu uma mudança imediata. “Eu literalmente senti como se Deus tivesse me preenchido, me energizado, me enchido de alegria de uma forma difícil de descrever”.

Restauração

Por quatro anos, ela caminhou com Jesus. Então ela voltou a se envolver com seu passado.

Desesperada por transformação, ela entrou em contato com um ministério na Califórnia que pastoreava pessoas explicitamente destroçadas.

“Isso me deu um exemplo de pessoas que estão realmente demonstrando fidelidade a Jesus enquanto enfrentam a atração pelo mesmo sexo”, diz ela. “Ele deu alguns exemplos de algumas pessoas que agora eram casadas com pessoas do sexo oposto, que tinham filhos e estavam prosperando nesse relacionamento”.

Durante anos buscando Jesus e ministrando a seu coração partido, ela perdoou as pessoas que perpetraram o mal contra ela. E ela descobriu uma atração por homens que resultou em um casamento e três filhos.

“Eu nunca teria imaginado isso”, diz Anne. “E então, tendo três filhos, recebi uma recompensa no lugar de minhas lutas pelo Rei dos reis e pelo Senhor dos senhores”.

Hoje, Anne lidera a Rede ‘Restored Hope’ (‘Esperança Restaurada) Network, um ministério que ajuda pessoas que desejam se livrar da atração pelo mesmo sexo.

“Sou muito grata porque o Senhor me educou para ser uma líder neste movimento de ajudar as pessoas a deixar a homossexualidade. Isso é alegria”, diz ela. “É uma alegria absoluta para mim”.

Postar um comentário

0 Comentários