Header Ads Widget

Homem decide “servir a Deus” após arma falhar enquanto era assaltado

George Chacko decidiu viver seu chamado depois de experimentar um livramento de Deus durante assalto nos EUA.

George Chacko tornou-se pastor de uma igreja em Nova York. (Foto: George P. Chacko)

indiano George P. Chacko se mudou com sua família para os Estados Unidos quando era adolescente, em 1980. Seu avô tinha servido como evangelista das Assembleias de Deus na Índia e seu tio se tornado pastor, Chacko escolheu um caminho diferente ao chegar à idade adulta em Nova York: investir em sua carreira financeira.

Por 14 anos, Chacko trabalhou como especialista de operações na Merrill Lynch, um banco de investimentos norte-americano. Ele passou todos esses anos trabalhando em Wall Street, em busca de uma vida mais próspera.

“Eu sabia que tinha um chamado ministerial, mas não queria ser pastor”, diz Chacko, de 56 anos, à AG News. Ele se contentava em simplesmente doar fundos para missões e ajudar o grupo de jovens da igreja.

Sua vida mudou dramaticamente em uma noite de novembro de 1999, quando foi abordado por quatro homens armados após sacar dinheiro em um banco. O quarteto havia seguido Chacko de um trem para o banco. Enquanto ele voltava para casa, no escuro, um dos homens o agrediu na cabeça.

O outro atirou no peito de Chacko por duas vezes, mas nenhuma bala saiu da pistola.

Embora um pouco machucado, Chacko não sofreu danos físicos. No entanto, os ladrões fugiram com 3.500 dólares em dinheiro e algumas ordens de pagamento que ele carregava consigo. 

A polícia nunca capturou os bandidos ou recuperou o valor, mas esse acontecimento mudou o destino de Chacko. “Pela graça de Deus, sobrevivi”, diz ele. “Eu ouvi a voz de Deus: ‘Você vai me servir?’”

Aos 36 anos, Chacko renunciou a seu cargo na Merrill Lynch e passou a se dedicar apenas ao ministério.

Depois de completar seus estudos em teologia pela Global University, Chacko passou a liderar a Assembleia de Deus de Cristo no Queens, em Nova York. A igreja se mudou para um prédio em Floral Park e depois para uma sinagoga judaica na Franklin Square, onde atualmente se encontra. 

Cerca de 60% dos fiéis nasceram nos EUA, enquanto o restante vieram da Índia. A AD Cristo abriu 31 congregações afiliadas, bem como um centro de treinamento na Índia. Ele serve a Deus ao lado da esposa, Anu, e de três filhas: Christine e seu marido, Blessen Samuel; Justine e seu marido, Shalom John e Hannah.

“Ele tem alguns dons espirituais significativos, uma unção em sua vida e ama as pessoas”, diz Duane Durst, amigo de Chacko há 26 anos. “Foi necessário um claro chamado de Deus para deixar uma profissão lucrativa, mas sou grato por ele ter aceitado um chamado maior”.

Postar um comentário

0 Comentários