Header Ads Widget

Jovem é impactada pela fé de irmã com síndrome de Down: “Ela adora passar tempo com Deus”

A jovem Janessa diz que sua irmã com Síndrome de Down tem sido usada para expressar o amor de Deus.

Janessa e sua irmã, Kayla, com síndrome de Down. (Foto: Janessa Saelee)

Uma semana depois do nascimento de Kayla, seus pais descobriram que ela tinha Síndrome de Down. Na época, eles instruíram seus dois filhos, Janessa e Jeffrey, a dar uma dose de “amor” extra à nova irmã.

Olhando para trás, Janessa reconhece que, na verdade, a dose extra de amor veio de Kayla. “Naquela época, nenhum de nós sabia quanto amor extra Deus iria derramar em nossa família por meio dela”, disse a jovem à revista Lake Union Herald.

Janessa, que é formada em Biologia pela Universidade Andrews (EUA), diz que uma das formas “pelas quais Deus nos ama por meio dela” é através de suas palavras. “São comentários simples, mas muitas vezes sinto como se Deus tivesse escondido lições de amor neles para mim”, conta.

“Eu pergunto: ‘Kayla, você pode me passar o leite?’ e me deparo com um brilho nos olhos quando ela sugere: 'Ahh, acho que você deveria me chamar de ‘irmã’. Alguns dias ela vem correndo para o meu quarto exclamando: ‘Irmã! Devíamos ter o Dia da Irmã!’ Ou quando me sento para assistir a vídeos de histórias da Bíblia com ela, ela se aconchega em mim e diz: ‘Acho que é tipo o Dia da Irmã’”, relata. 

A jovem explica que, embora a primeira coisa que Kayla tenha aprendido tenham sido os nomes, ela prefere ser chamada apenas de “filha”. “Mais importante para ela do que nossos nomes, é seu relacionamento pessoal com cada um de nós”, afirma.

Com isso, Janessa aprendeu uma lição: “Percebi que, embora Deus nos conheça pelo nome, Ele valoriza mais o nosso relacionamento com Ele. Somos Seus filhos e filhas. Ele não tem vergonha de estar associado a nós (Hebreus 2:11) e deseja que o chamemos de ‘Pai’”.   

“Tenho orado por você!” 

A pequena irmã de Janessa também tem sua rotina devocional, ela conta. “Kayla adora sair na natureza bem cedo, pela manhã, e passar tempo com Deus. Ela volta com uma sensação de paz e alegria, e uma intuição que muitas vezes me surpreende”. 

No último ano de faculdade, Janessa se deparou com muitos compromissos e preocupações. Mas encontrava a leveza do Senhor através de uma palavra de Kayla: “Tenho orado por você!”

Há momentos em que Janessa está ocupada e é interrompida por sua irmã, com um abraço demorado. “Às vezes, ela percebe minha ânsia de prosseguir com meu projeto e me olha com seu sorriso doce, enquanto diz: ‘Estou simplesmente te amando, irmã!’”, relata. “Em outros momentos, eu a pego olhando para mim e pergunto se ela precisa de algo. Ela apenas sorri e diz: ‘Estou apenas amando você!’”

Em momentos assim, Janessa aprende uma nova lição: “Posso apenas imaginar Deus, com um piscar de olhos, enviando situações que parecem interrupções, só para nos dar um momento para respirar e ver que Ele está sorrindo e dizendo: ‘Estou apenas te amando!’”

“Não consigo me imaginar crescendo sem a bênção da minha irmãzinha”, conclui a jovem. “Por meio dela, Deus me mostrou um novo lado de Seu amor. Pensamos que iríamos dar a ela um amor extra, mas Deus continua derramando ainda mais amor por meio dela para nós”.

Postar um comentário

0 Comentários