Header Ads Widget

Teólogo afirma que nomes bíblicos têm significados ligados à história de vida da pessoa

O arqueólogo e teólogo Rodrigo Silva explica que os nomes bíblicos não eram escolhidos aleatoriamente.

Terá e Amat, pais de Abrão. (Foto: Reprodução / Instagram)

Nomes estranhos passaram a fazer parte do dia a dia daqueles que acompanham a novela Gênesis, exibida de segunda a sexta-feira pela Record TV. Os nomes judeus (hebraicos) geralmente têm significados que podem estar vinculados ao futuro da criança, à sua personalidade, à circunstância em que nasceu entre outros.

O nome Abel, por exemplo, na Torá significa "sopro". Abel foi o segundo filho de Adão e Eva, que acabou sendo morto pelo irmão de Caim. Seu nome estava relacionado à sua vida breve? É possível. Pelo menos dá essa ideia.

Isaías ou “Deus é salvação” tem um significando que remete às profecias sobre Jesus, de quem ele falou em vários momentos, sendo Isaías, por isso, considerado um profeta messiânico.

Outro nome que tem relação com sua história é Moisés. Moses ou Moshê deriva do hebraico, significando "extraído ou salvo (da água)". Além disso, Moisés tirou os Filhos de Israel do Egito (famoso pelas águas do Nilo), após séculos de cativeiro.

Consultor da novela Gênesis, o teólogo e arqueólogo Rodrigo Silva diz que os “nomes não eram escolhidos pela sonoridade ou porque eram bonitinhos, como a gente faz aqui no Ocidente. Geralmente, estavam atrelados ao significado e poderiam estar relacionados a algum fato do nascimento ou a um projeto de vida, um desejo para aquela pessoa”.

Terá, pai de Abrão, passou a vida tentando provar que não se resumiria ao significado de seu nome, que representa “atraso”. Naquela época, muitos acreditavam que deveriam conhecer o nome antes mesmo da própria pessoa.

Rodrigo esclarece como acontece a mudança do nome ao longo da vida. Em Gênesis, o público vai perceber que o filho de Terá nasce Abrão, mas se transforma em Abraão: “Quando uma pessoa muda radicalmente de vida e situação, ela muda de nome. Por isso que Abrão (Abram), cujo significado é pai de um povo, muda depois para Abraão, que é pai de um grande povo”.

O especialista revela que dar o nome para uma pessoa ou mudar seu nome significa ter autoridade sobre ela: “Relembrando a novela O Rico e Lázaro, é por isso que quando Daniel e seus companheiros vão parar na Babilônia, o rei Nabucodonosor muda os nomes deles para nomes relacionados a deuses locais”, diz.

Veja alguns nomes e seus significados:

Abraão - É pai de um grande povo (pai de muitos, de uma multidão).

Abrão - Vem de Abram, que é pai de um povo.

Adão - A origem do nome vem de Adam, que significa homem. Homem criado da terra (vermelha).

Eva - Significa aquela que vive, a que tem vida, cheia de vida.

Metusalém - Significa “Sua morte trará juízo". O dilúvio não foi uma surpresa, pois havia sido pregado por gerações. De acordo com a profecia, enquanto Metusalém estivesse vivo, o julgamento do dilúvio seria retido. Porém, assim que morresse, o dilúvio seria enviado.

Ninrode - Em hebraico, o nome deriva de Marad, cujo significado é rebelde.

Noé - É aquele que traz alívio, conforto e descanso.

Sara - É a princesa (significado mais amplo, para todos).

Seth ou Sete – É aquele que foi definido ou nomeado.

Postar um comentário

0 Comentários