Header Ads Widget

Homem que já foi drag queen testemunha sua transformação: “Sou novo em Cristo”

Riquelmo Araújo entregou sua vida a Jesus após ouvir uma oração no YouTube. Seu testemunho foi publicado pela Igreja do Nazareno Central de Campinas.

Riquelmo Araújo testemunha sua transformação através de Jesus. (Foto: INCC)

Desde a infância, Riquelmo Araújo sofria crises de depressão, muitas vezes provocadas pelo bullying. Hoje, aos 30 anos, ele olha para trás e reconhece que nunca tratou o problema.

“Fui levando a vida e senti que precisava de algo para preencher um vazio dentro de mim”, disse Riquelmo em testemunho publicado pela Igreja do Nazareno Central de Campinas.

Riquelmo começou a se envolver com a comunidade gay aos 17 anos e passou a fazer shows de drag queen. Ele lembra que começou a fazer amigos e se sentir acolhido, a ponto de ser eleito Rainha da Parada Gay 2009 em Natal (RN), durante o Carnaval.

“Minha família não sabia lidar comigo, era uma fase complicada”, conta Riquelmo. “Eu sabia que eles me amavam diante de tudo, mas era difícil para mim”.

Em 2010, Riquelmo saiu de Natal e foi para Campinas, no interior de São Paulo, onde também atuou na Parada Gay da cidade. Este foi seu último show de drag queen no evento, já que ele passou a se dedicar à sua profissão.

“Dei um salto profissional”, lembra. “Passei a atender e conhecer pessoas famosas, trabalhar com pessoas renomadas e ganhava muito bem. Parecia uma vida perfeita, mas ainda me faltava algo”.

No entanto, Riquelmo viveu uma grande reviravolta profissional, o levando a ponto de perder tudo. “Minha vida virou uma bola de neve, entrei em depressão e acordava todos os dias num buraco. Eu não sabia o que fazer!”

Encontro com Deus

Foi nessa época que uma amiga o convidou para ir à Igreja do Nazareno para os cultos de terça-feira. Mas foi através de uma oração pela internet que Riquelmo se rendeu a Jesus. “Um dia, em minha casa, vi uma oração no YouTube e cliquei nela. E escutando a oração, eu entreguei minha vida a Cristo”, relata.

“Então eu falei: ‘Senhor, cansei da minha vida. Deixo tudo em Tuas mãos, não sei mais o que fazer!’ Foi nesta hora que senti um calor extremamente grande sobre todo meu corpo, uma unção muito forte. No dia seguinte a depressão sumiu, até hoje nunca mais senti nada”, afirma Riquelmo. 

“Sentia uma paz muito grande e uma grande necessidade de conhecer mais o Evangelho e a Deus”, acrescentou Riquelmo, que foi batizado 4 meses depois de se entregar a Jesus.

O batismo aconteceu em 31 de junho, no mesmo dia em que é celebrada a Parada do Orgulho LGBT em Campinas. No caminho para a igreja, ele chegou a se deparar com muitos participantes do evento. “Eu estava caminhando em direção à igreja e muitos indo na direção da Parada Gay”, observa.

“Hoje entendi que o que me faltava era conhecer o amor verdadeiro de Deus e do Senhor Jesus Cristo, e viver na presença do Espírito Santo”, destaca Riquelmo. “Hoje sinto que sou um novo homem em Cristo Jesus”.

Hoje Riquelmo é um dos líderes do Projeto+AMOR, que nasceu na Igreja do Nazareno Central de Campinas com a missão de ajudar pessoas que sofrem com dificuldades na área da sexualidade — como homossexualidade, pornografia, masturbação e compulsão sexual.  

“No Senhor podemos tudo e Dele provém a justiça e a verdade”, conclui Riquelmo. “Nosso Deus é o verdadeiro amor, que lança fora todo o medo. Ele nos dá a paz que excede todo entendimento. E é essa experiência que tenho todos os dias da minha vida”.

Postar um comentário

0 Comentários