Header Ads Widget

“Dinheiro não é a resposta, Cristo é”, diz homem que ganhou o primeiro milhão aos 21 anos

O americano Chad desde cedo buscou no dinheiro a solução para seus problemas, até encontrar uma cristã que o apresentou a verdadeira riqueza.

Depois de buscar resposta e felicidade no dinheiro, Chad encontrou a verdadeira riqueza. (Foto: Eternity News).

O americano Chad desde muito cedo enxergou no dinheiro a resposta de seus problemas e a segurança de sua vida. Depois de trabalhar duro desde os 16, ele conquistou seu primeiro milhão com apenas 21 anos.  Mas, Chad percebeu que o dinheiro não poderia consertar tudo.

“Por toda a minha vida, pensei que dinheiro era a resposta. Eu pensei que poderia consertar as coisas. Meus pais não eram financeiramente ou relacionalmente estáveis, então imaginei que a única maneira de melhorar as coisas era ganhando dinheiro. Isso seria igual a menos estresse, seria igual a menos violência, e isso parecia uma equação simples para mim”, confessou.

Chad cresceu em uma pequena comunidade agrícola nos EUA. Trabalhando nas lavouras de soja nas férias de verão, ele logo aprendeu o valor do dinheiro. Já aos 16 anos, começou a vender carros para ter sua própria renda.

Quando adulto, Chad entrou como concessionário de uma grande empresa de TV via satélite. Sua filial cresceu em sete estados americanos e já possuía 30 funcionários. Foi então que Chad ganhou seu primeiro milhão com apenas 21 anos.

“Eu fui arrogante. Comecei a pensar que era deus. Não demorou muito para entrar em apuros”, contou o homem que possuía transtorno bipolar.

Um dia o proprietário da empresa decidiu mudar o modelo de negócio e cortou os concessionários, levando Chad à falência. “Da noite para o dia, perdi tudo — minha casa, a empresa, tudo. Deixei de morar em uma grande casa nova e passei a ficar em um porão”, contou.

O choque na vida de Chad o levou a tentar suicídio, mas ele sobreviveu. Depois de um tempo, se recuperou financeiramente e abriu duas empresas próprias, voltando ao mesmo padrão de colocar toda sua esperança no dinheiro. “Eu estava de volta ao pedestal, trabalhando como um louco, ganhando muito dinheiro, curtindo festas”, disse.

Porém, novamente Chad desceu ao fundo do poço depois que seu amigo faleceu. Muito abalado, ele decidiu fechar suas duas empresas e reservou uma viagem para a Tailândia.

Alguns dias antes de sua viagem, ele foi a um pub e conheceu uma moça chamada Beth. Chad se encantou por ela e eles começaram a sair. No terceiro encontro, Beth revelou que era cristã e que viajaria para o Equador numa expedição missionária com uma equipe de sua igreja.

Chad desistiu de sua viagem para a Tailândia e embarcou para o Equador com a equipe missionária e Beth. Durante a viagem, os missionários lhe apresentaram o evangelho de Jesus e Deus começou a tocar nele.

“Foi fantástico. Eu me sentia mais próximo deles do que de qualquer outra pessoa e sabia que era porque Deus fazia parte de suas vidas”, lembra Chad.

A viagem missionária acabou e durante a volta para os EUA, o jovem entregou sua vida a Cristo. Os anos se passaram e Chad entendeu que o dinheiro não era a solução para sua vida e que a verdadeira riqueza era ter um relacionamento com Deus.

“Não importa se eu tenho sete bilhões de dólares ou sete dólares. O que importa é meu relacionamento pessoal com Deus, em Cristo. É a única resposta. A coisa mais simples que posso ser, e a melhor coisa que posso ser, é ser um filho de Deus. E poder fazer parte da comunidade cristã”, testemunhou Chad ao Eternity News.

Postar um comentário

0 Comentários