Header Ads Widget

Justin Bieber critica a cultura de pastores celebridades: “Muitos se colocam no pedestal”

O cantor lembra que todo ser humano, independente de seu status, “tem o mesmo acesso a Deus”.

O cantor critica igrejas que se transformam em local de adoração a celebridades. (Foto: Instagram/Justin Bieber)

O cantor Justin Bieber criticou aqueles que usam a plataforma pastoral para impulsionar sua própria fama, explicando que todo ser humano, independente de seu status, “tem o mesmo acesso a Deus”.

Em uma entrevista publicada pela revista GQ na terça-feira (13), Bieber falou sobre sua caminhada com Deus e sua jornada de redenção. Em certo momento, ele revelou como se sente quando o espaço da igreja se transforma em um tipo de adoração a celebridades.

“Acho que muitos pastores se colocam neste pedestal”, disse ele. “E basicamente, a igreja pode girar em torno do homem, do pastor, do cara, pensando: ‘Esse cara tem esse relacionamento definitivo com Deus que todos nós queremos, mas não podemos ter porque não somos esse cara’. Essa não é a realidade, no entanto. A realidade é que todo ser humano tem o mesmo acesso a Deus”.

Bieber, que recentemente lançou o álbum gospel “Freedom”, disse que sua grande influência foi o pastor Judah Smith, da Igreja Churchome, sediada em Washington (EUA). O cantor conheceu o pastor aos 15 anos de idade e o elogia por sempre colocar “nosso relacionamento em primeiro lugar”, sem pedir nada em troca.

O cantor disse ainda que foi inspirado pela família de Judah, que serviu como uma referência para o que ele quer viver com sua esposa, Hailey Bieber.

“Foi algo com que sempre sonhei, porque minha família estava destruída”, disse Bieber. “Toda a minha vida tive uma família desfeita. E então eu simplesmente fui atraído por uma família que jantava junta, ria junta, conversava junta”, conta.

Respostas em Deus

Esse sentimento de pertencimento, cuidado e estabilidade tocou Bieber de forma profunda. “Cheguei a um lugar onde simplesmente pensei: ‘Deus, se Você é real, preciso que me ajude, porque não posso fazer isso sozinho. Eu estou lutando muito. Cada decisão que tomo vem do meu próprio ego egoísta’”, revela.

“Então perguntei: ‘O que Você quer de mim? Você colocou todos esses desejos em meu coração para que eu cantasse, me apresentasse e fizesse música — de onde vêm isso? Por que isso está no meu coração? O que Você quer que eu faça com isso? Qual é o ponto? Qual é o sentido de tudo? Qual é o objetivo de eu estar neste planeta?’”, continuou.

De repente, ele teve uma certeza: “Se Deus me perdoa e Ele me ama e Ele colocou essas coisas em movimento, se Ele colocou esses desejos em meu coração, então vou confiar Nele”. E o pastor Judah Smith, diz Bieber, o ajudou a entender o que Deus poderia ser para ele, e o que ele poderia ser para Deus.

“É simplesmente gratificante ser tudo o que você foi projetado para ser. E eu acredito que, neste ponto da minha vida, estou exatamente onde deveria estar, fazendo o que eu acredito que Deus quer que eu faça. E não há nada mais gratificante”, destacou o artista.

Postar um comentário

0 Comentários