Header Ads Widget

Como é o Ramadã para uma cristã casada com um muçulmano

Interceda por Fatou e pela salvação de Guindo neste período

Fatou se converteu após ser curada na Costa do Marfim, mas o marido muçulmano passou a agredi-la por causa da fé

Durante o mês do Ramadã, muitos muçulmanos devotos ficam ainda mais fervorosos em tentar obedecer o Alcorão e os costumes atribuídos ao profeta Maomé. Guindo* é um exemplo disso na Costa do Marfim. Ele é casado com Fatou*, uma cristã que encontrou Jesus quando foi curada de uma doença inexplicável.

Tudo começou quando Guindo levou a esposa a médicos e curandeiros locais, mas ninguém conseguiu ajudá-lo. Então, o muçulmano decidiu levar Fatou até um pastor, pois tinha esperança de que o Deus dos cristãos pudesse estender a graça dele e resolver o problema da família.

O pastor começou a orar e Fatou foi curada e entregou a vida dela a Jesus. Porém, Guindo não esperava a conversão da esposa. Ele tentou persuadi-la de toda maneira para retornar ao islã, mas a cristã se manteve firme na decisão.

Hoje, Fatou é agredida regularmente pelo marido, respaldado pelo Alcorão. Mas ela não pensa em abandonar a fé e nem a família. Pelo contrário, crê e pede oração pela conversão do marido e dos filhos.

Durante o Ramadã, cristãos como Fatou estão mais sujeitos à hostilidade por parte dos muçulmanos, já que não fazem o jejum de comida e água durante o dia e servem a um Deus supostamente estrangeiro, diferente de Alá.

*Nomes alterados por segurança.

Postar um comentário

0 Comentários