Eclipse total da "Lua de Sangue" acontecerá nos próximos dias

Header Ads Widget

Eclipse total da "Lua de Sangue" acontecerá nos próximos dias

No território brasileiro, fenômeno poderá ser visto apenas em parte, uma vez que ocorrerá próximo do amanhecer.

Fenômeno será o primeiro de 2021. (Foto: Reprodução / USA Today)

O primeiro eclipse lunar de 2021 vai acontecer no final da madrugada do dia 26 de maio. E será durante a Super Lua, quando a lua cheia está próxima ao perigeu (ponto orbital mais próximo da Terra), também popularmente chamada de "Lua de Sangue", porque o satélite fica completamente na sombra da Terra e adquire uma cor avermelhada.

Normalmente, a Lua está a 384,5 mil quilômetros da Terra, mas como a órbita não é um perfeito círculo, a distância varia. No perigeu, ponto onde o satélite está mais próximo, ela fica a 357.311 quilômetros. A diferença a olho nu, contudo, não é tão grande. Apenas aqueles observadores mais ávidos conseguem notar.

É o eclipse que vai mudar a coloração visível: a mudança ocorre por causa da atmosfera terrestre. Quando os raios de Sol passam por ela, pequenas moléculas que compõe a atmosfera espalham a luz azul, o que dá ao céu a cor azul.

No Brasil

No território brasileiro, o fenômeno poderá ser visto apenas em parte, uma vez que ocorrerá próximo do amanhecer. Segundo o astrônomo Luiz Augusto L. da Silva, integrante da Rede Omega Centauri para o Aprimoramento da Educação Científica, o eclipse se inicia às 5h48min (horário de Brasília) com a entrada da Lua na penumbra, uma região de obscurecimento parcial que margeia a sombra que a Terra projeta no espaço.

“Essa etapa é visualmente imperceptível, porque tudo que começa a acontecer é uma diminuição muito pequena da intensidade do brilho lunar. Em Porto Alegre e na Região Metropolitana, a Lua estará a apenas 15 graus de altura sobre a linha do horizonte Oeste-Sudoeste”, esclarece Silva.

A entrada na sombra terrestre se verificará às 6h45min, já com o clarear do dia bastante avançado. Em Porto Alegre, neste horário, a lua estará a tão somente quatro graus de altura, na direção do Lago Guaíba. A observação do eclipse será interrompida às 7h9min, no mesmo instante em que nasce o Sol.

As demais fases do eclipse, portanto, não poderão ser acompanhadas no Rio Grande do Sul. O início da totalidade será às 8h11min (com a Lua 12 graus abaixo do horizonte), o meio do eclipse às 8h19min (-13o), e o fim da totalidade às 8h26min (-15o). A saída da sombra se dará às 9h52min (-28o), e o último contato com a penumbra às 10h50min (-34o), detalha o astrônomo.

Sobre o fenômeno

Os eclipses lunares ocorrem quando a Lua está no lado oposto da Terra como o Sol. Normalmente vemos uma Lua cheia quando isso acontece, mas de vez em quando a Lua entra na sombra da Terra, resultando em um eclipse. Isso não acontece em todas as luas cheias porque o plano da órbita da Lua está inclinado cerca de 5 graus em relação ao plano da órbita da Terra, e a Lua "perde" a sombra da Terra.

Ao contrário de um eclipse solar, que só é visível ao longo de uma trilha estreita, os eclipses lunares são visíveis de todo o lado noturno da Terra; todo esse eclipse leva cerca de cinco horas do início ao fim. O tempo depende muito do fuso horário em que você está, em relação ao que é chamado de Tempo Universal Coordenado (efetivamente a hora em Greenwich, Inglaterra).

Postar um comentário

0 Comentários