Cantor aponta adoração como forma de combater o suicídio: “Deus habita nos louvores”

Yokoyama Daisuke participou da conferência Kindgom Movement com brasileiros, clamando por avivamento no Japão.


Yokoyama Daisuke é ministro de louvor no Japão. (Foto: Divulgação)

Os japoneses ainda não estão com o coração aberto para a Palavra do Senhor entrar. O alerta foi dado pelo ministro de louvor japonês Yokoyama Daisuke, ao falar com exclusividade para o Guiame durante a conferência Kingdom Movement, realizada nesta semana em Kamisato, na província japonesa de Saitama.

Questionado sobre as barreiras mais notáveis ao avanço do louvor e adoração no Japão, Yokoyama destacou a dificuldade ainda tamanha para conscientizar o real valor da música cristã e da mensagem evangelística nela contida.

"Eu acho que eles [japoneses] estão pensando que é simplesmente uma música qualquer. Eles não entendem que o louvor não é uma música secular. Para mim, essa é a maior barreira, porque eles não estão com o coração aberto para a Palavra do Senhor entrar", explicou. "Às vezes, nem mesmo um ministro japonês entende realmente o que é o louvor”.

Louvor para combater o suicídio

Consciente das altas taxas de suicídio entre os adolescentes e jovens japoneses, Yokoyama explicou que o louvor é poderoso para libertar as pessoas da depressão e dos pensamentos suicidas, por isso esta expressão de adoração merece o apoio dos cristãos no país.

O ministro de louvor disse que ele próprio tem experimentado mais desse poder em sua vida.
"Eu também tenho esses altos e baixos. Muitas vezes eu olho para mim mesmo e penso: 'não vou ter mais volta'. Mas todas as vezes que eu penso que não há mais saída, o louvor me levanta. Eu creio que quanto mais o louvor for conhecido no Japão, essas pessoas que estão lá embaixo terão a possibilidade de de escutar essas canções e refletirem um pouco mais para não cometerem suicídio", afirmou.

"Nós não conseguimos enxergar Deus, mas a Bíblia fala que Ele habita em meio aos louvores. Agora, eu acho que a chave é saber como fazer o louvor chegar a essas pessoas que estão nesse estado", acrescentou.

Mudanças no cenário musical cristão japonês

Apesar dos grandes obstáculos, Yokoyama Daisuke também celebra o desenvolvimento de ministros de louvor locais com relação à composição de suas próprias músicas.

"As igrejas estão bem mais abertas para o ato de louvar hoje em dia. Nos últimos 10 anos houve uma mudança radical no louvor japonês e já existem muitas músicas compostas pelas igrejas nativas daqui do Japão", afirmou.

"10 anos atrás eles traduziam as músicas dos Estados Unidos e tocavam nas igrejas, mas eu não gostava disso. Hoje, em vários lugares que você vai, consegue ouvir um japonês cantando a música que ele mesmo compôs para louvar ao Senhor. Todas as músicas que eu cantei ontem e hoje foram músicas que um japonês compôs", destacou. "Claro que as músicas estrangeiras são bonitas, mas nesses 10 anos as coisas mudaram e agora as músicas japonesas estão sendo traduzidas para coreano, inglês, português".

Relação com o Brasil

Yokoyama também revelou um forte desejo de conhecer o Brasil, nação pela qual ele já tem um grande carinho, devido à representação dos brasileiros descendentes de japoneses que ele conhece.

"Aqui no Japão há vários nikkeis [filhos de japoneses] brasileiros. Eles estão orando bastante pelo Japão, eles gostam do Japão e dá para ver que os brasileiros estão preocupados com o Japão. Eu quero muito ir ao Brasil", afirmou.

"Nós estamos longe, mas sou muito grato, porque podemos nos tornar um e louvar a um só Deus e o Japão precisa das orações de vocês, brasileiros. Eu também creio que os japoneses precisam orar pelo Brasil, porque nós somos o Corpo de Cristo. Nós precisamos uns dos outros", acrescentou. "Sonho com o dia em que poderei estar no Brasil para louvar com os brasileiros".

A conferência Kingdom Movement contou com a ministração dos pastores brasileiros Claudio Duarte e Luciano Subirá, com suas esposas Mary Duarte e Kelly Subirá. 

Também esteve presente o pastor Elias Marcelo Caetano, diretor da Missão Mãos Estendidas (MME), que tem mais de 350 igrejas e centros infantis espalhados pela África. A organização missionária está presente no Japão através de seus representantes no país, Bruno e Naliane Hamamoto (+81 70 4027 3880).
Cantor aponta adoração como forma de combater o suicídio: “Deus habita nos louvores” Cantor aponta adoração como forma de combater o suicídio: “Deus habita nos louvores” Reviewed by MISSÕES URGENTE on 09:22 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.