Estudantes são atacados por ativistas após orar em frente a clínica de aborto nos EUA

Alunos que fizeram uma manifestação pacífica e uma oração pelo fim do aborto foram alvo de ativistas em frente à Planned Parenthood.


Estudantes se manifestaram em oração do lado de fora de clínica de aborto. (Foto: Students for Life of America)
Estudantes universitários sofreram oposição após se manifestarem em oração do lado de fora das instalações da Planned Parenthood, organização responsável por metade dos abortos realizados nos Estados Unidos. 

Autumn Lindsey, porta-voz dos alunos da Students for Life of America, uma comunidade de alunos da faculdade Whatcom Community College, compartilhou uma live no Facebook com um protesto pacífico feito na cidade de Bellingham, em Washington.

O movimento apoia a campanha “40 Dias Pela Vida”, que tem como objetivo orar pelo fim do aborto e incentivar as mulheres grávidas a escolherem a vida de seus filhos.

Lindsey filmou um homem que expôs seu corpo de forma indecente ao parar no sinal vermelho, mulheres gritando “meu corpo, minha escolha” e “salve Satanás” e outra pessoa que jogou um frasco com líquido contra elas.

“Estamos na segunda semana dos 40 Dias Pela Vida e já vimos tanto ódio e atrito e, então você pode considerar isso desanimador”, disse Lindsey. “Acho que o objetivo deles é nos assustar, mas isso não vai acontecer”.

Kristan Hawkins, presidente da Students for Life, disse que protestos com uso de violência devem terminar. “As ameaças e o vitríolo devem ser interrompidos. Todos os dias parece que ouvimos falar de um novo relato de vandalismo, ameaça de violência ou atos de intimidação contra pró-vida pacíficos”, disse Hawkins. 

“O que aconteceu no sábado mostra o pior lado do movimento pró-aborto; obscenidade, adoração a Satanás e indecência em relação aos estudantes. Rejeitamos firmemente todos os atos de violência e intimidação em relação a nossos alunos”, acrescentou.

A organizadora dos 40 Dias pela Vida na cidade disse que esperava oposição, mas não achou que fosse tão orientada para a violência.

“Eles nos dizem: ‘Tomara que vocês sejam estupradas’, ‘tomara que vocês morram’, ‘a mãe de vocês deveriam ter abortado’ e todos os palavrões que você puder imaginar”, disse ela. “É tão violento, tão sombrio”.

Um dos alunos descreveu quando um homem se expôs de forma obcena. “Estávamos orando silenciosamente aqui na esquina e esse homem — é um semáforo e está vermelho — se expõe a nós”, disse ela. “Uma de nós era menor de idade... É simplesmente insano”.

Outro membro disse que um ciclista passou e jogou um frasco com um líquido contra o grupo de estudantes.

Lindsey explicou que seu grupo não grita ou assedia as mulheres que entram na clínica de aborto, mas diz a elas: “Nós amamos vocês e há outras opções, e que temos recursos e o apoiaremos”.

Manifestantes pró-vida e seus eventos foram interrompidos pela violência em ocasiões anteriores nos EUA. No ano passado, um evento da  Students for Life em Minnesota foi evacuado devido a uma ameaça de bomba, e um estudante foi preso por agredir um ativista pró-vida na Universidade da Carolina do Norte.

Um homem de 85 anos foi agredido enquanto orava do lado de fora de uma clínica Planned Parenthood em San Francisco durante a campanha dos 40 dias pela vida do ano passado.
Estudantes são atacados por ativistas após orar em frente a clínica de aborto nos EUA Estudantes são atacados por ativistas após orar em frente a clínica de aborto nos EUA Reviewed by MISSÕES URGENTE on 21:08 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.