Homem ataca igreja após acusação falsa de TV russa

Canais estatais culpam cristãos pela propagação da COVID-19

Notícias falsas sobre a responsabilidade de cristãos na propagação da COVID-19 podem aumentar extremismo na Rússia
No dia 7 de abril de 2020, um canal de TV e um site de notícias russos culparam os cristãos de uma igreja na cidade Bryansk pela contaminação de 56 pessoas com a COVID-19. Na madrugada seguinte, um homem tentou incendiar uma igreja no monte Poklonnaya, em São Petesburgo, Rússia.
De acordo com as imagens da câmera de vigilância, o desconhecido foi até o local às 5 horas da manhã, retirou algo da mochila e acendeu o fogo. Após quase ser atingido pelas chamas, o autor tentou jogar o objeto dentro do edifício religioso. Apesar de uma janela quebrada, o objeto não chegou ao local planejado, nem feriu ninguém.
Os líderes da União Russa de Igrejas Evangélicas confirmaram que informações incorretas estão sendo propagadas por canais estatais do país e a consequência disso pode ser um aumento do extremismo contra os seguidores de Jesus, que já são vistos como traidores por terem a mesma fé dos países ocidentais.
Os cristãos da Rússia seguem as recomendações dos governantes de isolamento e cuidados contra o coronavírus. As atividades religiosas agora são via internet. Um exemplo é a igreja que quase foi incendiada; ela realiza os cultos virtualmente desde o dia 22 de março.
Pedidos de oração
  • Interceda pelos cristãos que vivem na Rússia, para que mantenham o testemunho de Cristo mesmo durante a crise da COVID-19.
  • Ore pelos governantes, para que tenham um encontro com Jesus e as vidas mudadas por ele, e passem a governar para o bem comum da população.
  • Clame pela vida do homem que tentou incendiar a igreja. Para que o ataque frustrado seja canal de arrependimento e da graça de Deus, e que ele seja alcançado por Jesus.
Homem ataca igreja após acusação falsa de TV russa Homem ataca igreja após acusação falsa de TV russa Reviewed by MISSÕES URGENTE on 10:07 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.