Turquia visa Monte do Templo em Jerusalém após converter basílica em mesquita

A transformação da basílica Hagia Sophia em uma mesquita indica uma agenda mais ampla de Recep Erdogan na região.


Imagem do complexo da mesquita Al-Aqsa na Cidade Velha de Jerusalém. (Foto: AFP)
O presidente da Turquia, Recep Erdogan, prometeu “libertar a mesquita Al-Aqsa” no topo do Monte do Templo, em Jerusalém, depois de anunciar a conversão da basílica Hagia Sophia em uma mesquita na sexta-feira (10).

A antiga igreja bizantina do século 6 serviu por quase mil anos como uma catedral ortodoxa. Foi convertida em mesquita em 1453, depois da conquista de Constantinopla pelos otomanos e, em 1934, a construção passou a funcionar como museu e tornou-se um Patrimônio Mundial da Unesco.  

A decisão segue uma agenda autoritária e cada vez mais religiosa de Ancara, que fez da Turquia o maior carcereiro de jornalistas do mundo, prender dissidentes turcos por “terrorismo” e promover crescentes invasões militares da Turquia a países vizinhos.

De acordo com o site da presidência turca, a ressurreição da Hagia Sophia anuncia a libertação da mesquita de Al-Aqsa, um local determinante no conflito entre israelenses e palestinos.

“A ressurreição da Hagia Sophia é o passo da vontade dos muçulmanos em todo o mundo... a ressurreição de Hagia Sophia é a reignição da chama da esperança dos muçulmanos e de todos os oprimidos, injustiçados e explorados”, diz a mensagem.

Segundo o jornal Jerusalem Post, o discurso em turco — que foi traduzido com algumas alterações para o árabe e depois para o inglês — indica uma agenda mais ampla de Ancara.

Em árabe, o discurso diz que transformar Hagia Sophia em uma mesquita faz parte do “retorno da liberdade a Al-Aqsa”, sugerindo que Israel deve perder o controle da Cidade Velha de Jerusalém, onde a Al-Aqsa está localizada.

O presidente da Turquia, que há muito tempo defende a causa palestina, é um crítico extremo de Israel. “Vincular a grande mudança da Hagia Sophia a Jerusalém mostra que as ambições de Ancara são muito maiores do que apenas reafirmar as orações islâmicas na mesquita e na igreja histórica em Istambul; faz parte de uma agenda islâmica maior para a região”, diz a publicação do Jerusalem Post.

“Com esse movimento, Erdogan está mais uma vez afirmando a supremacia islâmica e o domínio sobre as minorias étnicas e religiosas da Turquia”, disse Aykan Erdemir, da Fundação para a Defesa das Democracias, sediada nos EUA, à CBN News.

Erdemir acredita que a mudança de Erdogan também é uma bandeira vermelha para os cristãos da Turquia. “Acho que isso será desastroso para a população cristã em declínio da Turquia”, explica. “Por um lado, parece haver uma campanha para assustar os cristãos da Turquia, e por outro, para restabelecer uma dominante ideologia muçulmana sunita”.
Turquia visa Monte do Templo em Jerusalém após converter basílica em mesquita Turquia visa Monte do Templo em Jerusalém após converter basílica em mesquita Reviewed by MISSÕES URGENTE on 08:19 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.