‘Deus opera milagres’, diz homem que sobreviveu a sentença de 6 meses de vida após câncer - MISSÕES URGENTE
Seguir no Facebook Seguir no Twitter Seguir no Instagram

BRASIL MUNDO ISRAEL VERSÍCULOS PEDIDO DE ORAÇÃO VÍDEOS MÚSICA PREGAÇÕES CINEMA E TV COLUNA

sábado, 5 de dezembro de 2020

‘Deus opera milagres’, diz homem que sobreviveu a sentença de 6 meses de vida após câncer

 Brian Shaw conta sua história em sua mídia social, mostrando suas dificuldades e as superações em cada etapa.

Brian Shaw testemunha o amor de Deus em sua vida. (Foto: Reprodução / Facebook)

Brian K. Shaw tem usado seu perfil no Facebook para agradecer a Deus e relatar as evoluções em sua saúde. Em uma postagem que chamou de “Deus é um Deus que opera milagres”, o americano conta que por três vezes o médico disse que ele teria apenas 6 meses de vida.

“Esse foi o momento mais difícil da minha vida, a pior coisa que eu já passei. Mas eu encontrei este lugar onde a paz habita, a esperança é rica e os milagres acontecem, a presença de Deus”, disse.

Shaw relata diversas batalhas que enfrentou em sua saúde e diz quese apaixonou por Jesus de novo, a quem chamou de “esperança para o desesperado”.

O homem conta sobre seus problemas que saúde que envolvem um grave câncer de fígado, que o fez passar por 16 meses de radiação, e uma fratura na coluna (pescoço e costas) que sofreu em abril deste ano, e problemas no coração.

Além de ter superado o pior prognóstico, Shaw também agradece a Deus pelas pequenas conquistas, como se “alimentar com a mão direita”. Ele conta que ainda não consegue segurar uma xícara de café, “mas hoje já posso andar e posso falar melhor a cada dia.

Estou ficando mais forte”.

Ele testemunha que tudo isso acontece por ajuda divina. “Deus é tão fiel.

Alcance a Ele com sua esperança e creia que Ele faz, fez e fará [milagres]. Ele é Deus e faz coisas sobrenaturais!”, afirmou

Perdas

Junto com os problemas de saúde, Shaw perdeu o seu negócio, uma empresa que segundo ele estava indo bem e tinha 17 funcionários que atendiam 32 cidades no norte da Califórnia. Enquanto estava no hospital, sua mulher entrou com pedido de divórcio e saiu de casa.

Ele relata ainda que ao sair do hospital não pode pagar a conta. “Fui dispensado do hospital com cinco dólares no meu bolso e fiquei sem-abrigo depois de fazer uma cirurgia. Não consegui andar por dois meses, ainda não consigo usar totalmente o meu braço direito, mas Deus me encorajou a superar e num lugar escuro ele me deu uma missão”, conta.

Shaw disse que Deus o pediu para evangelizar. “Uma missão da qual eu corri a 18 anos atrás, depois de estar no ministério em tempo integral por 13 anos”, explica o homem, que se compara a Jonas que fugiu do chamado de Deus.

Chamado a evangelizar

Ele começou a evangelizar pessoas conforme Deus o orientava a fazer. Algumas ele acabou desobedecendo e se arrependeu. Ele conta que deixou de falar de Jesus para dois homens com o mesmo nome, eles se chamavam Tom. Deus o havia pedido, mas Shaw desobedeceu e os dois homens morreram.

Depois disso, Shaw decidiu obedecer seu chamado. Ele passou a discipular um homem, também chamado Tom, que era viciado em drogas e álcool. Eles se reuniram durante um ano para orações, leituras da Bíblia e encorajamento.

“Ele se arrependeu e nasceu de novo. Disciplinei-o durante cerca de um ano. Fiquei tão orgulhoso da sua fome, dedicação e compromisso com o Senhor”, relatou Shaw.

“Certa noite, ele me chamou, nós rimos, oramos e agradecemos a Jesus. Na manhã seguinte recebi uma chamada de que ele tinha morrido. Nunca sabemos quando podemos ser a última oportunidade para alguém ouvir o Evangelho. Temos de ir a todo o mundo e partilhar as boas-novas de Jesus. Um mundo perdido e moribundo conta conosco para sermos obedientes à chamada”, testemunha.

Shaw diz que depois de sua desobediência, pensava que Deus nunca mais iria usá-lo. “O trabalho de Deus é fazer a parte Dele. Eu quero povoar o Céu e deixar o inferno vazio”, afirma.

Esta semana, Shaw conta que após uma consulta com o seu cirurgião foi avisado que em 2 semanas fará uma nova cirurgia. “Espero que esta seja a última. Não estou ansioso pelo longo processo de recuperação. Deus sabe!”, disse.

“Não tenho outra alternativa senão confiar em Deus. Ele é tudo o que tenho”, declarou.

“Estou tão grato pela misericórdia de Deus várias vezes na minha vida, ele me recebeu de volta como filho pródigo, e me perdoou novamente e me colocou no caminho certo. Passei tanto tempo da minha vida a construir o meu reino, quando o meu trabalho é para construir o seu reino. Não há nada mais importante do que Ele. Seus caminhos e Seu propósito”, afirma Shaw.

Nenhum comentário:

Postar um comentário