Jogadores de futebol arrecadam fundos para apoiar cristãos perseguidos - MISSÕES URGENTE
Seguir no Facebook Seguir no Twitter Seguir no Instagram

BRASIL MUNDO ISRAEL VERSÍCULOS PEDIDO DE ORAÇÃO VÍDEOS MÚSICA PREGAÇÕES CINEMA COLUNA

quinta-feira, 10 de dezembro de 2020

Jogadores de futebol arrecadam fundos para apoiar cristãos perseguidos

 Um leilão online foi realizado para apoiar organizações que ajudam cristãos perseguidos, como a Portas Abertas e Holistic Sports France.

Jogadores como Alisson Becker, David Luiz e Olivier Giroud participaram da ação. (Foto: Montagem/Guiame/Getty Images)

Jogadores da Liga Europa fizeram parte de um leilão online para arrecadar fundos para apoiar cristãos perseguidos através da organização Portas Abertas. Entre os atletas, estão brasileiros como David Luiz, zagueiro do Arsenal, e Alisson Becker, goleiro do Liverpool.

Todo o dinheiro arrecadado será usado para apoiar projetos nos Camarões e no Mali, países da África que são severamente afetados pelo terrorismo e perseguição religiosa.

O evento online, chamado “The Goal”, foi realizado em 22 de novembro e incluiu um leilão de várias camisas autografadas por atletas renomados. Até o dia 6 de dezembro, foram arrecadadas cerca de 12.040 libras (equivalente a 81.500 reais). 

A gala de caridade online foi organizada pela French Connect London, uma igreja de língua francesa em Londres, junto com a associação cristã Plus Que Sportifs. O valor foi direcionado à Portas Abertas e Holistic Sports France, que também apoia cristãos perseguidos.

“Obrigado a todos. O valor da gala de 2019 foi muito ultrapassado [este ano]”, disse Joel Thibault, capelão da Plus Que Sportifs e um dos organizadores do evento.

“A perseguição é inaceitável”

O atacante do Chelsea, Olivier Giroud, cedeu diversos itens ao leilão, incluindo a camisa de seu 100º jogo pela Seleção Francesa, uma camisa da final da Copa da Inglaterra 2020 contra o Arsenal e dois pares de chuteiras, também usadas pelo jogador francês.

“Nós que estamos com um certo conforto devemos pensar naqueles que estão sofrendo grandemente, por isso apoio a Portas Abertas e Holistic Sports pelo seu trabalho magnífico”, disse Giroud.

“Graças à minha notoriedade, posso ser uma voz para os que não têm voz. A perseguição aos cristãos, por meio das ações apresentadas nesta gala, me deu calafrios. Fiquei impressionado com os testemunhos. Ter 260 milhões de cristãos perseguidos no mundo é inaceitável, temos que falar sobre isso”, destacou o atleta.

Giroud lembrou quando conheceu Mourad, um treinador de futebol ex-muçulmano, que se converteu ao cristianismo, foi tocado por seu testemunho. “Eu me comprometi a fornecer chuteiras para seus projetos. Admiro a coragem de cristãos como Mourad, que se comprometem a amar o próximo em contextos hostis. Eu me sinto abençoado por estar seguro onde estou”.

Giroud já havia participado de uma gala em apoio aos cristãos perseguidos em maio de 2019 em Londres.

Aurélien Collin, zagueiro do Philadelphia Union — equipe americana de futebol da Major League Soccer — também doou uma de suas camisas e destacou que “a liberdade religiosa é um direito fundamental”.

“São 260 milhões de cristãos são perseguidos em todo o mundo. Já chega! Essa é uma situação que precisa estar em destaque”, disse Collin.

Além dos brasileiros David Luiz e Alisson Becker, o jogador de basquete da NBA, Kevin Durant, e a jogadora de handebol Astride N'Gouan, também participaram do leilão, oferecendo suas camisas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário