Muçulmano do Reino Unido defende a execução de “apóstatas” - MISSÕES URGENTE
Seguir no Facebook Seguir no Twitter Seguir no Instagram

BRASIL MUNDO ISRAEL VERSÍCULOS PEDIDO DE ORAÇÃO VÍDEOS MÚSICA PREGAÇÕES CINEMA COLUNA

sábado, 26 de dezembro de 2020

Muçulmano do Reino Unido defende a execução de “apóstatas”

 Ali Dawah usa o YouTube para defender visão islâmica.

Muçulmano Ali Dawah (Foto: Reprodução/YouTube)

Em agosto um vídeo do muçulmano popular Ali Dawah, do Reino Unido, foi postado no YouTube, no qual ele legitimou e justificou a execução de apóstatas (pessoas que abandonam o islã).

O seu canal conta com 517 mil assinantes e defende a visão do islamismo, ele também usa o canal para confrontar pessoas de outras religiões, principalmente os judeus, que chama de “islamofóbicos”. Em um de seus vídeos ele apoiou a execução de “descrentes”.

“Há um motivo para a pena de morte porque pessoas como vocês, pequeninos, que abandonam a religião e causam corrupção na terra ao espalhá-la, a pena capital será aplicada a vocês”, diz ele. “Não temos dúvidas e temos orgulho disso”.

No vídeo ele praticamente ameaça um ex-muçulmano, o refutando e justificando os assassinatos de apóstatas. O Youtube permitiu esse vídeo no ar, enquanto removeu vários vídeos de cristãos de supostos “islamofóbicos”.

Para ele, matar  pessoas que deixem a crença islâmica deve ser algo executado por um Estado islâmico constituído e um emir (autoridade islâmica) adequado. Ele se diz contra os “justiceiros” muçulmanos que tentam fazer cumprir sharia, a lei islâmica.

Dawah também filma debates com pessoas aleatórias, geralmente nas ruas, ele é uma espécie de guru do Islã no Reino Unido, ele usa a justificativa de converter e fortalecer a fé dos muçulmanos mostrando o caminho de Alá através dos YouTube.

O muçulmano destacou um fato que pode afastar muitos islâmicos, que o verdadeiro Cristianismo nunca matou incrédulos, pelo contrário, ele nasceu na perseguição. A verdade exposta por ele pode chocar muitos ocidentais, então não se sabe ao certo porque ele faz isso, informou o God Reports.

Nenhum comentário:

Postar um comentário