Pastor diz que é preciso enfrentar crises com armas espirituais: “Lute usando a oração” - MISSÕES URGENTE
Seguir no Facebook Seguir no Twitter Seguir no Instagram

BRASIL MUNDO ISRAEL VERSÍCULOS PEDIDO DE ORAÇÃO VÍDEOS MÚSICA PREGAÇÕES CINEMA COLUNA

quinta-feira, 31 de dezembro de 2020

Pastor diz que é preciso enfrentar crises com armas espirituais: “Lute usando a oração”

 O pastor Joel Engel orienta aqueles que buscam recomeços a enfrentar a sua situação usando armas espirituais.

A oração pode sustentar sua vida em períodos de crise. (Foto: Joel Engel)

O pastor Joel Engel deu continuidade às suas reflexões sobre a história bíblica de Jacó para deixar uma mensagem àqueles que buscam recomeços depois de um ano difícil: enfrente a sua situação.

Em culto transmitido online na terça-feira (29), Engel observou que Jacó era destinado ao fracasso, mas decidiu mudar seu destino. Sendo o segundo filho de Isaque, ele não tinha direito aos privilégios da primogenitura. Por isso, a negociou com seu irmão mais velho, Esaú, mas enfrentou alguns problemas por usar de esperteza para tomar a bênção.

Para fugir da fúria de Esaú, Jacó partiu para casa de seus parentes em Harã e, parando para descansar durante a viagem, teve um sonho. Neste sonho Deus lhe confirmou a promessa feita a Abraão e lhe deu garantia de que o protegeria (Gênesis 28).

Após longos anos trabalhando para seu tio Labão, que tentava obter vantagem sobre Jacó, ele finalmente conseguiu seguir seu destino. Quando estava indo em direção ao encontro de seu irmão Esaú, passando pelo riacho de Jaboque, Jacó se encontrou com um homem e lutou com ele durante toda a noite. 

Ao romper do dia, o homem deslocou a coxa de Jacó, mas ainda assim Jacó conseguiu ser abençoado. Esta bênção mudou seu nome de Jacó para Israel, que significa “o que luta com Deus”. Mais tarde, Deus apareceu para Jacó e reafirmou a mudança de seu nome (Gênesis 35:9-15).

Com base na história, Joel Engel afirma: “Quero te incentivar a enfrentar a situação. A crise veio, a pandemia veio, mas enfrente essa prova como Jacó. Lute! Não aceite a doença, não aceite a praga, não aceite o desemprego, não aceite a miséria, não aceite a sentença maligna que alguém impôs sobre você”.

O pastor destaca que a arma contra essas coisas é a Palavra de Deus. “O inimigo atacou, pegou nossos filhos desprevenidos, mas agora estamos diante do segundo round e vamos reagir. Nós vamos batalhar e lutar com a Palavra de Deus”, disse.

“2021 será um ano de desafio, de vitória, de muitos milagres, de muita oração, de vencer os gigantes. Será um ano em que Deus vai encher a Sua Igreja com o poder do Espírito Santo como nunca antes”, declarou o pastor.

Joel Engel disse ainda que iniciou na segunda-feira (28) uma campanha de 21 dias de oração, baseada em 2 Crônicas 7:14, que diz: “Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra”.

Além disso, o Ministério Engel estabeleceu um campo de oração em um monte de Faxinal do Soturno (RS), onde haverá intercessores todos os dias do ano de 2021, com orações ininterruptas.

“Nós vamos usar todas as armas espirituais para enfrentar essa situação que o mundo está passando. A nossa arma é a oração, nosso chamado é para a oração. Nós podemos entrar no trono da glória e interceder pelas pessoas”, observa o pastor.

Veja a pregação completa:

Nenhum comentário:

Postar um comentário