Header Ads Widget

Jovem que disputava comida no lixo com cachorros tem vida transformada por Jesus

 Após fugir de orfanato, Sayeed Badshah vivia nas ruas onde mendigava em semáforos por pequenas quantias.

Sayeed Badshah agora é evangelista. (Foto: Reprodução / God Reports)

Sayeed Badshah não sabe a data de seu aniversário, o nome de sua mãe, o nome de seu pai ou onde ele nasceu. A última coisa que ele lembra é que quando tinha 3 anos, sua mãe tentou fugir do pai alcoólatra, que os pegou em sua fuga e espancou sua mãe até a morte.

As duas irmãs mais velhas de Sayeed o levaram para Mumbai, onde ele foi separado delas. Depois disso, um policial o levou para um orfanato, onde foi abusado tanto física quanto sexualmente até os 7 anos.

“Na idade em que as crianças deveriam brincar com seus brinquedos, passei por coisas que nem consigo descrever”, diz Sayeed em um vídeo do Your Living Manna. “Isso trouxe muito ódio à minha vida.”

Ele fugiu do orfanato e pediu emprego em todos os lugares. Ninguém o levou a sério, até que ele conseguiu um emprego de lavador. Quando foi demitido, passou a implorar por dinheiro nos semáforos e nos trens. Com uma única camiseta, ele varria o interior do trem de passageiros e depois passava pela multidão pedindo esmola.

“Aquilo se tornou minha vida”, diz ele. “Muitas vezes eu não conseguia uma única refeição o dia todo. Eu costumava esperar do lado de fora do restaurante as pessoas jogarem fora a comida. Eu costumava disputar com cães e arrancar comida de suas bocas.”

Os banhos eram duas vezes por ano. Ele não tinha uma muda de roupa.

“Meu corpo cheirava mal”, diz ele. “Ninguém se aproximaria de mim.”

Religiões

Nascido muçulmano, Sayeed foi à mesquita orar por ajuda. “Orei com todo o meu coração, pensando que Alá me daria amor, que me salvaria”, diz ele. "Mas eu estava errado. Alá não me salvou.”

Depois o jovem buscou ajuda em um templo hindu e orou. Da mesma forma, ‘ninguém respondeu’.

Um dia um amigo lhe disse que deveria acreditar em Deus. Então, Sayeed ergueu um pequeno templo em uma pedra próxima ao semáforo, onde implorava por ajuda.

“Comecei a adorar aquela pedra todos os dias e a colocar flores e tudo mais nela”, diz ele. “Eu estava pensando que algo iria acontecer, mas nada aconteceu. Então, chutei a pedra e disse: ‘Deus não existe’”.

“Fiquei magoado porque a única esperança que tinha na minha vida era Deus, e aqui estava eu, concluindo que Deus não existe. Eu pensei que minha vida tinha acabado.”

Decepções

Tendo tentado o deus muçulmano, tendo experimentado a infinidade de deuses hindus, Sayeed clamou a qualquer deus que pudesse estar ouvindo, mesmo um que ele não conhecesse.

“Eu acreditava que se houvesse algum deus real, ele responderia à minha oração”, diz ele.

oração foi atendida, pois no dia seguinte alguém de uma faculdade bíblica por acaso notou Sayeed, que ficava no semáforo, e se sentiu direcionado por Deus para convidá-lo para o Desafio Jovem.

Sayeed aceitou o convite, ficou um ano, mas depois fugiu. Eles o procuraram e o trouxeram de volta. Ele fugiu novamente. Este ciclo se repetiu sete vezes.

Vida no crime

A essa altura, Sayeed havia desenvolvido o hábito de roubar - até mesmo no Desafio Jovem.

“Ninguém nunca pensou que eu mudaria”, conta ele.

Nas ruas, Sayeed praticava seus crimes. Ele roubava uma hora por dia e ganhava mais do que pessoas com trabalho. “Começou a entrar muito dinheiro. Tornei-me um batedor de carteiras profissional”, lembra.

Ele carregava lâminas na boca para se defender porque suas vítimas tentaram matá-lo em várias ocasiões. Ele subornava os policiais da área para que não o assediassem. Frequentemente, ele roubava o próprio suborno do policial.

Procurado

Advertências policiais foram postadas com sua foto, alertando as pessoas para ficarem em alertas contra ele. Um dia, Sayeed foi preso. Depois de liberado, ele voltou para o Desafio Jovem.

Em 2004, o rapaz finalmente entregou sua vida a Jesus como seu Senhor e Salvador e o processo de transformação começou.

“O maior milagre da Terra aconteceu em minha vida”, diz ele. “Entreguei minha vida a Cristo. Isso mudou minha vida para sempre.”

A partir desse momento, ele começou a aprender inglês e a ir para a escola. Ele estudou violão e se tornou músico. Em 2010, ele se formou no Southern Asia Bible College em Bangalore.

Agora, Sayeed viaja pela Índia como músico e evangelista.

Nas mesmas estações de trem e nos mesmos postes de luz onde a polícia costumava advertir que ele era um batedor de carteira, agora são exibidos anúncios com sua foto de seu ministério musical.

Postar um comentário

0 Comentários