Header Ads Widget

Rapper que fazia selfie roubando encontra Deus na prisão: “Aprendi sobre o poder de Jesus”

 Boonk Gang praticava crimes e postava as imagens nas redes sociais para se autopromover.

Boonk Gang exibe arma e dinheiro nas redes sociais [à esq.]; o rapper chora compartilhando seu testemunho de conversão [à dir.]. (Foto: Reprodução / Facebook)

rapper Boonk Gang, que conquistou cinco milhões de seguidores no Instagram filmando a si mesmo roubando, publicou um vídeo onde se mostra arrependido de suas travessuras.

“Eu sei melhor do que isso, eu sei por que ainda estou aqui”, ele conta em meio às lágrimas em no vídeo de 14 de dezembro no Facebook. “Pai, eu só quero ficar na sua frente. Eu me curvo na sua frente. Eu quero pedir que você me perdoe. Eu sinto muito. Eu sinto muito."

O nome verdadeiro do artista é John Robert Hill Jr. e seu novo apelido nas mídias sociais é John Gabbana. O jovem de 24 anos estava em um orfanato e foi expulso de casa aos 17, época em que recorreu a lixeira e furtos em lojas para comer, diz ele em um vídeo do Facebook.

Ao mesmo tempo, ele lançou uma carreira no hip hop. Para chamar a atenção para sua música emergente, ele começou a se filmar roubando das pessoas e enviou os vídeos para o Instagram. Em um deles, ele se oferece para vender um relógio Rolex a um homem, recebe US $ 1.000 em dinheiro e sai correndo.

Em outra, ele faz uma tatuagem e vai em direção à porta “para ver melhor ao sol” e sai voando sem pagar os US $ 50. Em todas as suas fugas, ele lança palavrões em seu perseguidor.

Suas travessuras ilegais o colocaram em apuros com a lei. Por escalar o balcão, pegar uma bandeja inteira de Dunkin Donuts e fugir, ele foi preso em maio de 2017. Em 2018, ele foi preso em sua casa em Calabasas, Califórnia, sob a acusação de posse ilegal de armas.

Deus na prisão

Foi na Cadeia do Condado de Los Angeles que ele conheceu Deus. Seu colega de cela testemunhava continuamente para ele sobre a Bíblia. Boonk Gang relata no vídeo do Facebook que ele se sentiu misteriosamente tocado.

“Foi uma experiência humilhante porque eu aprendi sobre o poder de Jesus e como ele era humilde com quanto poder ele realmente me fez humilhar, sabendo quanta fama eu tinha e como me portava”, ele narra. “Foi mal. Eu tinha maldade em mim.”

Certa noite, depois de ler a Bíblia, o rapper cantou bem alto em sua cela para que outros presos ouvissem: “Jesus te ama. Ele morreu na cruz pelos nossos pecados. Ele está sempre com você do início ao fim."

Quando ele levou um soco e quebrou a mandíbula, Boonk Gang pôde refletir sobre suas pegadinhas e a direção de sua vida.

“Eu estava cantando cheio de alegria e cantando o mais alto que pude”, disse ele.

Ele foi para a cama, mas começou a chorar quando o Espírito Santo desceu sobre ele. “Fiquei muito triste”, diz ele, desatando a chorar. A tristeza segundo Deus e o presente de arrependimento de Deus inundaram sua alma.

“Eu não chorei por muito tempo. Eu senti um toque. Não era como uma mão. Foi um toque. Começou pequeno, mas foi crescendo. Era tão leve e tão reconfortante”, diz ele no vídeo.

Seu colega de cela disse que ele havia sido tocado pelo Espírito Santo.

Lágrimas

De seu último vídeo cheio de lágrimas no Facebook, Boonk parece finalmente ter enfrentado suas dificuldades com o perigo e a morte.

“Eu sei por que ainda estou aqui. Eu sei por que cheguei tão longe na vida. Eu sei que mesmo quando eu falho e caio de cara no chão, eu sei por que fui capaz de me levantar e lutar contra tudo isso. Eu disse que era eu, mas não era eu. Foi Deus. Deus está me dando as ferramentas para crescer espiritualmente. Deus me ajudou a sobreviver quando senti que não poderia. Deus me ajudou a ser forte quando eu me sentia fraco”.

No vídeo, Boonk diz que agora trabalha para seu tio reformando piscinas e desistiu de sua vida de crimes, motivos pelos quais o Instagram apagou sua conta.

Boonk diz que agora quer dizer a verdade sobre o arrependimento de seus pecados.

“Coloque Deus em primeiro lugar em tudo o que você está passando”, diz ele. “Se você O colocar em primeiro lugar, você vai conseguir. Já passei por muitas coisas.”

Postar um comentário

0 Comentários