Header Ads Widget

Pacientes são batizados em hospital de Porto Rico, após serem evangelizados por capelães

Um hospital em Porto Rico faz batismos de pacientes, familiares e funcionários através do ministério de capelania.

Maritza Tillero e o pastor Roberto Viscaíno se abraçam após o batismo em 20 de janeiro de 2021. (Foto: Hospital Bella Vista)

Maritza Tillero, de 58 anos, nunca imaginou que o hospital onde sua irmã foi internada por complicações da Covid-19 se tornaria o local de seu batismo.

Em agosto de 2020, Maritza fez uma visita a sua irmã no Hospital Bella Vista, na cidade de Mayaguez, em Porto Rico. Ela acompanhou a oração de uma capelã por sua irmã e, ao final, perguntou: “O que você acha que é o estado dos mortos?”

Essa questão a levou a fazer mais perguntas e despertou a vontade de participar de estudos bíblicos desde que voltou para casa, na Flórida (EUA). Meses depois, após mais de 54 aulas da Bíblia pelo Zoom, além de diversos encontros de oração e devocionais com uma igreja americana, ela voltou para Porto Rico e foi batizada no hospital em 20 de janeiro de 2021.

“Sinto muita alegria e felicidade. Esta foi a melhor experiência da minha vida”, disse Maritza ao entrar no batistério. “Eu nasci aqui neste hospital e o Senhor permitiu que eu pudesse nascer de novo hoje”.

Mergulhando nas verdades da Bíblia

Raquel Buergo, a capelã que orou pela irmã de Maritza e respondeu à sua pergunta no quarto do Hospital Bella Vista, ficou emocionada ao testemunhar seu batismo. 

“Ela estava disposta a aprender tudo sobre a Bíblia, às vezes fazia três aulas por semana e participou de todas as sessões de adoração online da minha igreja e não perdeu nenhum encontro de oração da manhã, às 6h30, com a igreja desde o primeiro dia”, disse Raquel.

Fundado em 1954, o Hospital Bella Vista é operado pela Igreja Adventista do Sétimo Dia e oferece serviços a mais de 20 mil pacientes a cada ano. O hospital promove o treinamento de capelães de hospitais, clínicas, escolas e instituições militares, a fim de capacitar os ministérios de capelania.

Maritza foi a primeira a ser batizada no Hospital Bella Vista Hospital este ano e a 168ª  pessoa a ingressar na igreja através do hospital, durante os últimos 11 anos — graças a uma iniciativa para oferecer apoio espiritual aos pacientes, familiares e funcionários.

O pastor Roberto Viscaíno, responsável pelo ministério de capelania do Hospital Bella Vista, diz que foi levado por Deus a estabelecer um capelão em tempo integral dentro do hospital, disponível para aqueles que desejam aprender mais sobre a Bíblia.

Como resultado, uma média de 13 pessoas são batizadas todos os anos em um batistério portátil, instalado numa área do hospital que é chamada de “Gazebo de Deus”.

No momento, 18 pessoas, entre pacientes e familiares, e 10 funcionários do hospital, estão estudando a Bíblia com Raquel Buergo. 

“Há uma enfermeira que está estudando a Bíblia ansiosamente e ela já está na lição 18. Isso me traz grande alegria porque é tão simples quanto usar o método de Cristo para se conectar com as pessoas e levá-las ao Seu amor e à Sua Palavra”, disse a capelã. “O Espírito Santo continua trabalhando nas pessoas ao nosso redor e devemos ter paixão pelas almas”.

Postar um comentário

0 Comentários