Header Ads Widget

Pastor sequestrado pelo Boko Haram é libertado no dia da sua execução

Bulus Yakuru, pastor da Igreja dos Irmãos, foi sequestrado em 24 de dezembro de 2020 pelo grupo terrorista.


Bulus Yakuru em poder dos sequestradores [à esquerda]; e libertado [à direita]. (Foto: Reprodução / Daily Post / Breitbart)


 O Boko Haram decidiu libertar o pastor Bulus Yakuru, sequestrado em 24 de dezembro de 2020, no mesmo dia em que expirou o prazo dado pelos terroristas para sua execução.

O pastor da Igreja dos Irmãos (EYN) foi libertado após uma série de ameaças feita pelos terroristas e registradas em vídeos.

Yakuru, que também trabalha no Departamento de Serviços de Estado (DSS), ficou de posse dos sequestradores enquanto uma grande negociação para sua liberdade acontecia.

Entre os negociadores estavam a Associação Cristã da Nigéria (CAN), a a Fundação Kalthum pela Paz, além de várias outras organizações.

Yakuru foi sequestrado quando os insurgentes atacaram a aldeia Pemi no estado de Borno, na Nigéria. Ao menos seis pessoas foram assassinadas.

Na última quarta-feira (03), a facção do Boko Haram liderada por Abubakar Shekau emitiu um ultimato de uma semana ao governo para atender às suas demandas.

Yakuru, em um vídeo, apelou ao presidente Muhammadu Buhari, ao governador Babagana Zulum e à liderança cristã para intervir.

O presidente da CAN, Rev. Samson Ayokunle, afirmou que o caso de Yakuru foi um teste decisivo para os novos líderes da instituição. Ayokunle disse que o caso não deveria terminar como o do Rev. Lawan Andimi.

Em janeiro de 2020, Boko Haram assassinou Andimi. Ele foi presidente distrital da EYN e presidente da CAN de Michika LGA no estado de Adamawa.

Postar um comentário

0 Comentários