Header Ads Widget

Atleta quebra recorde e se classifica para Olimpíadas: ‘É tudo para a glória de Deus’


Após a vitória, a saltadora australiana, que é cristã evangélica, destacou que sua inspiração veio de um versículo bíblico que tatuou no pulso.

A saltadora australiana Nicola McDermott, logo após quebrar o recorde. (Foto: Reprodução / Getty)

A saltadora australiana Nicola McDermott se tornou recentemente a primeira mulher em seu país a quebrar a barreira dos dois metros.

Com esse recorde, McDermott se classificou para participar dos Jogos Olímpicos de Tóquio, ao lado de Eleanor Patterson, que tinha o recorde australiano de 1,99m, mas perdeu o campeonato nacional por causa de lesão.

Após a vitória, a saltadora australiana, que é cristã evangélica, destacou que sua inspiração veio de um versículo bíblico que tatuou no pulso.

“O que está escrito é que corações destemidos nascem no amor perfeito. E isso vem de Jesus e está em 1 João 4:18”, disse McDermott ao jornal australiano The Northern Star.

Ela explicou que sempre teve medo dos dois metros. “Eu sabia no meu corpo que poderia fazer muito mais alto, mas o aspecto do medo do salto em altura é o que te atinge na mente”.

‘Fazer coisas extraordinárias’

Mas no dia da competição, “eu saí e fiquei tipo não tenho medo porque sei que sou amada, vamos lá e faça isso”, disse McDermott.

“Quando olhei para as minhas mãos e de volta para a barra e sorri, eu sabia que já tinha [conseguido]. Havia uma fé inabalável. Eu não temia mais uma altura que me oprimia sete semanas antes”, escreveu ela em seu perfil no Facebook.

No mesmo dia, McDermott recebeu o prêmio Betty Cuthbert de melhor desempenho individual no 2021 Championships no Athletics Australia Awards Gala.

“Para mim, este prêmio carrega um legado tão forte que Jesus pode usar pessoas comuns para fazer as coisas mais extraordinárias, quando seu coração está no lugar certo tudo é possível para aqueles que creem”, sublinhou a saltadora australiana.

‘Plataforma o amor do Rei’

McDermott começou a competir muito jovem e “na busca pelo sucesso esportivo, houve uma grande virada na minha carreira quando percebi que nenhuma medalha de ouro poderia trazer uma satisfação duradoura para o meu coração”, diz ela em seu site.

“Fui apresentada a Jesus, não apenas o tipo de reunião religiosa que se apresenta uma vez por semana, a forma íntima, que transborda o amor de ver Sua vontade sendo feita em cada nação, estádio, escola, igreja e comunidade para onde eu possa viajar”.

Desde então, o salto em altura, que “já foi uma paixão movida pelo desempenho para dar sentido à vida”, tornou-se “uma plataforma gloriosa para tornar conhecido o amor consistente e imparcial do Rei em todo o mundo”, destaca McDermott.

“Quando Cristo entrou em sua vida, Ele o curou e, por meio da liberdade que Ele lhe deu, você pode viver e ser feliz. Eu vi isso no meu salto alto. Agora, quando salto, sei que, ganhe ou perca, é tudo para a glória de Deus”, disse a saltadora evangélica em um vídeo para a Sociedade Bíblica.

Coroas eternas

McDermott, junto com outros atletas cristãos, criou o “Coroas eternas”, um ministério que visa "ver outros atletas transformados pelo amor perfeito de Jesus, plantados em igrejas e trazidos para serem uma bênção a todos os lugares onde foram enviados".

O ministério é baseado em 1 Coríntios 9: 24-27 e eles realizam estudos bíblicos e encontros em todo o mundo, “vendo o início de um movimento no esporte de como é ser libertado”. “A vocação para ministrar e compartilhar os testemunhos de Deus movendo-se no mundo dos esportes tem aumentado”, explica McDermott, de forma que ela tem trabalhado em estreita colaboração com organizações cristãs e igrejas locais ao redor do mundo “para ajudar a compartilhar o evangelho com todos”.

Um desses ministérios é a Bible Society Australia, com quem ela colaborou em abril de 2018, pouco antes de ganhar o bronze nos Jogos da Commonwealth. Naquele mesmo dia, foi a vez dela compartilhar uma reflexão sobre a série de e-mails da Bíblia Diária escrita pelo atleta de elite que eles organizaram.

Ela escreveu: “No atletismo, às vezes você pode dizer quem é o treinador de um atleta apenas observando sua técnica. Um coach pode ter uma certa ideia e ensinar de acordo. Uma vez que o treinador tem alguns atletas capazes de replicar isso, eles são capazes de ensiná-los e desenvolvê-los mais para se tornarem um time de elite”.

“Para sermos ensinados por Deus, temos que receber Seu Espírito. Ao recebê-Lo, somos adotados em uma família de crentes corajosos, reconhecidos como filhos de Deus não pelo que fazemos, mas como vivemos nossas vidas. Uma vida livre e destemida é a marca divina de nosso poderoso Mestre”.

Postar um comentário

0 Comentários