Header Ads Widget

Tribos lideradas por satanistas ouvem de Jesus pela primeira vez: “Há guerra espiritual"

Na Libéria, regiões consideradas inacessíveis por serem como “fortalezas de Satanás” estão recebendo o Evangelho pela primeira vez.

Missionários pregam em uma pequena cidade fora de Monróvia, na Libéria. (Foto: 153 Project)

Pessoas que nunca ouviram a mensagem do Evangelho estão sendo alcançadas por missionários na Libéria, apesar dos riscos e ameaças.

A missionária Helen Williams, da World Missionary Press, relatou que um grupo — que não pode ser identificado por razões de segurança — levou as Boas Novas a tribos africanas não alcançadas. “O objetivo deles é ir onde o Evangelho ainda não está presente”, disse à Mission Network News.

“Eles estabeleceram bases em quatro das seis tribos não alcançadas na Libéria. Este ano, eles esperam estabelecer nas duas últimas, então eles teriam times dentro de todas as tribos não alcançadas da Libéria”, disse Williams.

De acordo com um levantamento da Operation World, dentre cerca de 5 milhões de habitantes na Libéria, 41,4% se declaram cristãos e 14,6% são evangélicos. A maioria da população, no entanto, segue religiões étnicas. Por isso, 22% dos liberianos ainda não foram evangelizados e há pelo menos 5 grupos de pessoas menos alcançadas.

Outro desafio enfrentado pelos missionários é a dificuldade de obter literatura cristã na Libéria.  A World Missionary Press fornece o Novo Testamento em francês para que o grupo missionário local possa apresentar a Cristo às pessoas. 

“A ideia principal é levar a Palavra lá e libertar essas pessoas da escravidão em que estão”, explica Williams.

Libertando cativos

Missionários parceiros da WMP dizem que a opressão espiritual é comum em aldeias não alcançadas. “Estas são áreas onde existe uma forte presença demoníaca. As aldeias são administradas por líderes espirituais que são adeptos do controle de Satanás”, conta Williams.

De acordo com os cristãos locais, havia uma cidade que era “inacessível”. Os missionários chegaram a ser informados que não precisariam se preocupar em ir até lá, pois “seria impossível começar uma igreja ali”. O grupo levou alguns anos para começar, mas “hoje ajudaram a iniciar igrejas naquela região e já estão construindo edifícios para igrejas”.

Outra aldeia não alcançada era considerada “a mais poderosa fortaleza de Satanás na Libéria”, lembra Williams. “[O missionário] me disse: ‘Enquanto eu ia de casa em casa, três homens se aproximaram e ficaram atrás de mim como sombras o tempo todo em que estive lá’”, relata.

Os homens não machucaram o parceiro da WMP — em vez disso, forneceram ajuda e proteção. “Mais tarde, ele descobriu que um deles sonhou que um homem branco viria com algum material bíblico e que ele deveria segui-lo”, disse Williams. Depois de estudar a Palavra de Deus com o missionário, os três homens foram batizados.

“Dois deles agora são pastores de igrejas daquela região. O terceiro homem trabalha com eles em sua gráfica e conserta bicicletas e coisas assim”, conta Williams.

Como ajudar? Através das ofertas, que proporcionam a impressão de novos exemplares do Novo Testamento em francês, e das orações.

“Precisamos de oração para saber o que imprimir e levar para o campo. A África Ocidental tem 393 tribos não alcançadas de 147 milhões de pessoas, então as oportunidades são ótimas”, diz Williams.

Por fim, ela pede: “Ore para que Deus proteja essas equipes que estão indo para regiões controladas pelo inimigo. Esta é uma guerra espiritual, um grande momento.”

Postar um comentário

0 Comentários