Com cultos nas casas, congregações espalham o Evangelho na região mais populosa de Israel

Header Ads Widget

Com cultos nas casas, congregações espalham o Evangelho na região mais populosa de Israel

Devido às restrições da pandemia, a Congregação Beit Asaph se dividiu em pequenos grupos para que a igreja pudesse continuar se reunindo, discipulando e evangelizando.

A Congregação Beit Asaph se dividiu em pequenos grupos, realizando cultos nas casas. (Foto: FIRM).

Uma congregação localizada na Planície de Sharon, a região mais populosa de Israel, está espalhando o Evangelho entre os israelenses por todo o território, através de uma estratégia criada durante o isolamento social na pandemia da Covid-19.

A Planície de Sharon contempla as montanhas do Carmelo no norte e o rio Yarkon de Tel Aviv no sul, onde estão as cidades mais populosas e em crescimento de Israel, como Netanya, Herzliyah e Hadera.

Diante da crise pandêmica e as restrições de culto em 2020, os líderes da Congregação Beit Asaph, na cidade de Netanya, tiveram a ideia de reformular sua comunidade para que a igreja pudesse continuar se reunindo, discipulando e evangelizando.

A Congregação Beit Asaph se dividiu em pequenos grupos de 10 a 12 pessoas, realizando cultos nas casas. Os grupos variam por local, idioma ou faixa etária, mas os critérios são flexíveis.

Graças a mudança, os pastores da igreja, Evan Thomas e Lev Guler, passaram a estar mais disponíveis para acompanhar de perto os fiéis e para formar mais líderes para discipular outras pessoas em seu grupo.

As funções nos pequenos grupos são compartilhadas e muitas vezes decididas por acordo, em vez de nomeação. Por causa do ambiente intimista de um grupo menor, os participantes se tornaram mais proativos e envolvidos no corpo de Cristo.

É o caso de Georgiy, que é membro da Congregação há anos, junto com sua esposa e seus seis filhos. Para o cristão, frequentar um grupo doméstico, ao invés de se reunir no Sabeth com toda a igreja foi uma grande mudança de paradigma. No começo, Georgiy não estava muito entusiasmado, mas com o tempo, percebeu que era isso o que precisava.

Hoje, o cristão está animado em aprender e expandir no ministério e passou de um membro ativo para um verdadeiro líder, manipulando outras pessoas em seu grupo doméstico. O que aparentava desintegração no início para Georgiy, agora se revelou um crescimento espiritual em toda a planície de Sharon.

Outro membro da Beit Asaph, David van Ouwerkerk, também está impressionado com o crescimento do Evangelho na região através dos grupos domésticos da igreja. David está liderando um pequeno grupo de jovens adultos e testemunha que os participantes se sentem mais confortáveis em se abrir num grupo melhor, tornando um local de cura para eles.

O pastor Evan Thomas enfatiza que a liderança da congregação tem a responsabilidade de servir a sua comunidade, então quando não havia como reunir todos para a comunhão, a comunhão foi levada até a eles. Ainda assim, ele explica que ocasionalmente os pequenos grupos se reúnem, para um momento de adoração e comunhão com toda a igreja.

Postar um comentário

0 Comentários